Créditos: Reprodução/Overclock 3D

Nvidia deverá comprar ARM até final de setembro, diz jornal de Londres

Informações revelam que acordo seria de 44 bilhões de euros

Uma nova notícia publicada pelo jornal londrino Evening Standard aponta que as negociações entre a Nvidia e a ARM estão muito avançadas e devem acontecer em breve. De acordo com as informações, o contrato deve ser fechado até o final do verão no Reino Unido, o que ocorrerá em meados de setembro. A compra daria à empresa de hardware controle sobre a fabricante britânica de chips, o que poderá abrir novas possibilidades de desenvolvimento de tecnologias (e quem sabe redução de custos) nas próximas placas de vídeo da marca. 

Um acordo pela ARM pode se tornar a maior aquisição de todos os tempos na indústria de chips, mas as informações recentes deixam a possibilidade da compra um pouco confusa. Ainda em julho deste ano, surgiu um rumor de que a Nvidia estaria interessada na compra da ARM e, poucos dias depois, foi noticiado que o suposto acordo já estaria em seus estágios finais. Entretanto, no início deste mês de agosto o cofundador da ARM Hermann Hauser disse que a venda da empresa para a NVIDIA seria um desastre. 

Ainda não há nenhuma palavra oficial sobre as negociações entre Nvidia e ARM por parte das empresas, mas a notícia recente do Evening Standard não mencionou um rumor, mas reforçou que as informações compartilhadas são exclusivas vindas de uma fonte interna.

A ARM é uma empresa sediada em Cambridge e teria sido colocada à venda por seu proprietário, o conglomerado Softbank, pela primeira vez em abril, para a qual o grupo Goldman Sachs foi contratado para encontrar compradores lucrativos. Em abril, o Goldman Sachs supostamente apresentou uma proposta à Apple, que utiliza há anos os próprios processadores baseados na licença da arquitetura ARM. A Apple teria recusado. Outras empresas como Qualcomm, Samsung e Nvidia foram convidadas para a comprar ações da ARM e a Nvidia acabou sendo a única parte interessada.

- Continua após a publicidade -

O fundador e CEO da Softbank Masayoshi Son está pedindo cerca de 44,4 bilhões de euros (aproximadamente R$ 287 bilhões em conversão direta) pela ARM. Em 2016, esse número era de cerca de 26,7 bilhões de euros. Ainda não sabemos quais são as condições de compra da ARM; especula-se que a sede da fabricante deva permanecer no Reino Unido ou que o número de funcionários trabalhando nela seja aumentado.

Via: Tech Power Up Fonte: Evening Standard
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.