Créditos: Facebook Gaming

Facebook Gaming é lançado para iOS, mas Apple proíbe inclusão de jogos

Games instantâneos fazem parte do aplicativo no Android, mas estão ausentes nos iPhones

O Facebook Gaming foi lançado para o sistema operacional iOS, mas foi proibido de ter qualquer jogo incluso por causa das políticas da Apple. Uma das principais atrações da versão para Android do app é a presença de games instantâneos, que podem ser acessados a qualquer momento sem downloads adicionais.

Com isso, a única coisa que resta para os donos de iPhones é usar o Facebook Gaming para assistir a transmissões de outras pessoas jogando – talvez até mesmo em dispositivos Android.

A informação foi confirmada pela diretora de operações do Facebook, Sheryl Sandberg, que disse que as alterações foram necessárias para que o app passasse pela aprovação para distribuição na App Store.

A Apple teria rejeitado o Facebook Gaming múltiplas vezes nos últimos meses, alegando que o propósito do aplicativo era jogar games. Os executivos do Facebook até compartilharam dados do seu app para Android, que mostram que 95% da atividade dos usuários é assistir transmissões. Ainda assim, os responsáveis pela App Store recusaram o registro.

- Continua após a publicidade -


Fonte: Facebook

As políticas da loja de aplicativos do iOS ditam que os apps estão proibidos de promover o streaming ou rodar jogos que não foram revisados especificamente pela Apple. A exceção para isso é quando esses games rodam nativamente no Safari e usam as capacidades incorporadas do WebKit.

Esse foi o motivo que fez com que a Microsoft encerrasse o programa de testes do seu serviço de jogos por streaming no iOS, o Project xCloud. A preview do serviço no sistema operacional para iPhones iria durar até setembro, mas foi encerrada de maneira prematura para focar na versão para Android – que é mais permissiva em suas políticas.

A política da Apple App Store foi amplamente criticada por representantes de diversas empresas no mercado de games e smartphones. A decisão por proibir aplicativos rivais de maneira arbitrária chegou até a motivar investigações sobre políticas antitruste por parte da Comissão Europeia.

De acordo com o site Neowin, há relatos de que a Apple chegou a favorecer alguns parceiros na execução dessas políticas, o que motivou ainda mais críticas. O que fica ainda mais estranho, considerando que a empresa não faz o mesmo para música ou séries de TV.

Via: Neowin
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.