Jogos digitais deviam ter independência de lojas e plataformas, diz CEO da Epic Games

Tim Sweeney comentou sobre o assunto após Epic Games Store receber integração com a GOG

O CEO da Epic Games, Tim Sweeney, defendeu a compra universal de games digitais, o que garantiria acesso ao produto independente da loja ou plataforma em que a aquisição foi realizada. O comandante da empresa por trás da Unreal Engine e Fortnite falou sobre o assunto no Twitter.

"A propriedade de itens digitais deve ser uma noção universal, independente de lojas e plataformas", comentou o executivo. "Hoje em dia, grande parte do mundo digital é frustrada por intermediários poderosos, que possuem pedágios para obstruir o comércio aberto e manter os clientes e suas compras bloqueados", criticou Sweeney.

A declaração veio logo após a Epic Games lançar uma integração para o GOG Galaxy 2.0, launcher que reúne jogos de diferentes plataformas em apenas um local. De acordo com Tim Sweeney, a conexão entre as plataformas é "apenas o começo".

"A Epic está comprometida em trabalhar com todos os ecossistemas dispostos a conectar lojas e reconhecer a propriedade universal", disse o executivo, que deu algumas sugestões de como implementar um método de compra único no PC. "Os bits iniciais incluem integração de compra com o Humble e outros e visibilidade da biblioteca para o GOG."

- Continua após a publicidade -


(Imagem: GOG/Divulgação)

De acordo com Sweeney, as lojas podem trabalhar para criar um sistema de compra unificado, que mantém a transação em cada loja, mas traz conexões com outras plataformas. O executivo também mencionou o possível uso de um banco de dados comum e blockchain para garantir a propriedade dos itens. 

A Epic Games é uma das empresas que mais investe atualmente no progresso compartilhado entre diferentes plataformas. A companhia é dona de Fortnite e o jogo conta com multiplayer cruzado entre PC, consoles e mobile, além de uma conta única que funciona em todos os dispositivos. Futuramente, uma tecnologia similar será aplicada em Rocket League, que se tornará free to play.

A integração com o GOG Galaxy 2.0 permite que os jogadores visualizem games da Epic Store e abram os títulos diretamente no launcher. Porém, a novidade serve mais para fins de organização, já que ainda é necessário ter o software da EGS instalado no PC e os jogos adquiridos na loja da Epic.

Via: VG247
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.