Créditos: Steam

Death Stranding no PC recebe patch de 5 GB com correções de bugs e mais estabilidade

A atualização V1.01 promete melhorar o desempenho do game nos computadores

A Kojima Productions e a 505 Games começaram a liberar hoje ontem (17) a primeira atualização para Death Stranding no PC. O patch V1.01 conta com aproximadamente 5 GB e promete corrigir problemas e bugs presentes na edição de lançamento do game para computadores.

Segundo as curtas notas de patch, disponíveis aqui, a nova atualização traz novidades envolvendo a tecnologia AVX de CPUs, melhorias para tornar o jogo mais estável e correções de bugs. Apesar de necessitar de 5 GB de download, a atualização mexe apenas em pequenas falhas presentes na versão de PC, segundo a 505 Games.

A desenvolvedora e a publisher de Death Stranding não comentaram quais problemas foram resolvidos com a atualização. A esperança é que o patch termine com alguns problemas causados por incompatibilidades com CPUs, como engasgos e stuttering acontecendo logo no início do jogo.

De acordo com relatos de usuários afetados, os problemas atingem processadores de diversos segmentos, principalmente modelos da AMD. Até o momento, a desenvolvedora não comentou oficialmente sobre o assunto.

- Continua após a publicidade -

Enquanto Death Stranding causou problemas em certos sistemas, o jogo também caprichou na otimização em outros casos. O título da Kojima Productions chegou ao PC com suporte para DLSS 2.0 nas placas de vídeo da série 20 da Nvidia e consegue entregar 4K e 60 frames até mesmo na RTX 2060.

Além disso, o jogo de Hideo Kojima também conta com suporte para FidelityFX CAS, tecnologia da AMD que garante melhorias visuais em GPUs que não fazem parte da família RTX. Você pode conferir nossos primeiros testes com o game aqui, além de um gameplay aproveitando o suporte para ultrawide em Death Stranding.

Via: DSOGaming
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.