Créditos: Intel

Agendador do Windows 10 reconhece processamento híbrido do Intel Lakefield

SO da Microsoft está trabalhando com topografia no estilo big.LITTLE da maneira esperada

O sistema operacional Windows 10 já está capacitado para lidar com a tecnologia de processamento híbrido dos processadores Intel Lakefield. Quem descobriu isso foi o pessoal do site Golem.de, que publicou uma análise da CPU Intel Core i5-L16G7 recentemente.

Essa nova funcionalidade de topologia híbrida da fabricante norte-americana tem como inspiração a arquitetura big.LITTLE da ARM, que chegou ao mercado em 2013 e rapidamente se consolidou no mundo dos smartphones. Ela consiste em colocar dois conjuntos de núcleos com microarquiteturas consideravelmente diferentes no mesmo processador.

Esses cores ainda possuem curvas de performance e de consumo bastante distintas. O grande objetivo desse recurso é fazer com que apenas os núcleos mais econômicos sejam ativados em tarefas que exijam pouca performance. Com isso, o aparelho acaba consumindo bem menos energia, mas ainda possui os núcleos de alto desempenho para tarefas que exijam maior processamento.


Fonte: Intel

- Continua após a publicidade -

O que não tinha ficado claro até agora era como o sistema operacional Windows 10 ia lidar com isso, mas a análise publicada pelo Golem.de esclarece a situação. Ela mostra que o agendador de tarefas do SO reconhece a topologia muti-core do Lakefield.

Além disso, o sistema consegue classificar as cargas de trabalho de modo bastante avançado, garantindo que apenas o núcleo correto seja usado em determinado momento. Os núcleos "Sunny Cove" de alto desempenho são ativados quando houver demanda para grandes cargas de processamento – incluindo abrir aplicativos, criar novas abas ou codificar arquivos de mídia.

- Continua após a publicidade -

{image}

{image}
Fonte: Golem.de

Já os cores "Tremont" mantêm o computador em funcionamento, quase como se num "piloto automático". Isso significa lidar com a carga de trabalho operacional secundária de um aplicativo ou auxiliar no processamento de tarefas altamente paralelizadas.

Via: TechPowerUp Fonte: Golem.de
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

A Activision acertou ao colocar músicas do Charlie Brown Jr. no Tony Hawk's 1+2

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.