Vendas de smartphones crescem 116% no Brasil

Segundo dados da GfK Retail and Technology, a categoria de smartphones segue em expansão no Brasil, representando 11% do faturamento global de produtos eletrônicos de consumo neste ano. Em 2009, a porcentagem era de apenas 6%. De janeiro a agosto de 2010, o segmento registrou alta de 116% nas vendas em unidades em comparação com o mesmo período do ano passado.



O lançamento de novos aparelhos e a oferta de modelos com preço final mais atrativo foram os principais fatores que contribuíram para esse crescimento, de acordo com Claudia Bindo, Gerente de Negócios – Telecom da GfK RT.

"Se o preço médio do smartphone em agosto do ano passado estava acima dos R$ 1 mil, hoje estÁ em cerca de R$ 800, uma queda de 19%. A indústria tem investido muito no segmento, trazendo novas possibilidades para o consumidor", explica.

A gerente destaca também que hÁ uma procura maior por produtos mais sofisticados e que oferecem mais funcionalidades. "A maior parte das vendas é de reposição, porque as pessoas jÁ têm um celular. Os consumidores estão buscando celulares mais sofisticados, com mais diferenciais e funcionalidades", explica.

Resolução de câmera digital oferecida, tecnologia 3G, touchscreen, teclado qwerty e presença de GPS são alguns dos diferenciais procurados pelos consumidores. No quesito resolução da câmera, o maior crescimento em vendas é o de produtos com câmera de 3 e de 5 megapixels.

"Analisando o período de janeiro a agosto de 2010, esses dois segmentos (3 e 5 megapixels) juntos jÁ representam 15% das vendas de smartphones e celulares", diz Claudia.

Embora os aparelhos sem tecnologia 3G ainda sejam maioria, 87% do que é comercializado atualmente, cresceu consideravelmente o número de aparelhos com o acesso rÁpido à internet, de 8% em setembro de 2009 para 13% em agosto de 2010.

A anÁlise da GfK RT registrou também elevação de vendas de aparelhos com GPS. Em setembro de 2009, eles representavam apenas 4% das vendas, número que subiu para 10% em agosto deste ano. JÁ os aparelhos com teclado touch ou qwerty tiveram um incremento de 30% nas vendas, sendo que em setembro do ano passado o índice era de 10%.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Bingo pré-lançamento Radeon RX 6000. A Big Navi vai ser:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.