Créditos: Push Square

Evo 2020 é cancelada e CEO Joey Cuellar afastado depois de acusações de abuso de menores

Depois de depoimento vir à tona, "Mr. Wizard" reconheceu má conduta e evento promete melhorar

A Evo 2020 vai entrar pra história, mas não do jeito que entusiastas de games de luta gostariam. O evento, que precisou ser transformado em Evo Online por causa da quarentena contra a pandemia do coronavírus, agora foi cancelado de vez, depois de diversos depoimentos de conduta inapropriada e relatos de abusos contra jogadores menores de idade culminarem num caso envolvendo o próprio CEO e co-fundador da Evo, Joey "Mr. Wizard" Cuellar. O ex-executivo foi demitido e a Evo cancelada, fazendo a seguinte declaração oficial no Twitter:

"Ao longo das últimas 24 horas, em resposta às alegações sérias recentemente publicadas no Twitter, nós tomamos uma sére de importantes decisões a respeito do futuro de nossa companhia. Desde já, Joey Cuellar não vai mais estar envolvido com a Evo em qualquer situação. Nós estamos trabalhando atualmente rumo à sua completa separação da companhia e o removemos de todas as suas responsabilidades.

"Ao longo das últimas 24 horas, em resposta às alegações sérias recentemente publicadas no Twitter, nós tomamos uma sére de importantes decisões a respeito do futuro de nossa companhia. Desde já, Joey Cuellar não vai mais estar envolvido com a Evo em qualquer situação. Nós estamos trabalhando atualmente rumo à sua completa separação da companhia e o removemos de todas as suas responsabilidades.

Seguindo em frente, Tonny Cannon vai agir como CEO; nessa posição, ele vai tomar um papel de liderança em priorizar mais repsonsabilidade em toda a Evo, tanto internamente como em nossos eventos."

Seguindo em frente, Tonny Cannon vai agir como CEO; nessa posição, ele vai tomar um papel de liderança em priorizar mais repsonsabilidade em toda a Evo, tanto internamente como em nossos eventos."

O cancelamento da Evo acabou sendo inevitável. Depois que o próprio Cuellar reconheceu sua "má conduta", grandes produtoras de jogos de luta, como Capcom, Bandai Namco e NetherRealm, afirmaram que não participariam mais do evento, enquanto jogadores profissionais e comentaristas de grande calibre também divulgaram que não iriam. Além do cancelamento, os organizadores do evento vão devolver o dinheiro dos jogadores que compraram insígnias e fazer doações ao Project HOPE, que tem organizado fundos para ajudar profissionais da saúde no combate ao COVID-19.

- Continua após a publicidade -

As acusações contra Joey Cuellar vêm num momento em que a comunidade de jogos de luta está abalada com relatos de abuso envolvendo principalmente jogadores profissionais de Super Smash Bros. Grandes nomes como Nairoby "Nairo" Quezada, Richard "Keitaro" King e Cinnamon "Cinnpie" Dunson foram todos acusados de estupro estatutário. D'Ron "D1" Maingrette foi acusado de estupro. No Reddit existe uma tentativa de criar um sumário com os relatos e acusações recentes, a lista não é pequena.

Fonte: Eurogamer, Twitter da Evo
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.