Créditos: Reprodução/ raspberrypi

Pi Comander é um simulador de voo portátil construído com Raspberry Pi 3 A +

Ele foi construído com base em um jogo de mesa, o Sky Fighter F-16

Um projeto independente transformou um brinquedo em um simulador de voo portátil. O responsável pelo desenvolvimento foi Adrien Castel, que instalou um módulo Raspberry Pi 3 A + em uma base antiga de uma nave de brinquedo. Embora faltassem algumas peças, os problemas foram contornados graças à impressões 3D. O projeto foi batizado de Pi Comander.

O projeto iniciou com uma ideia e uma vontade de Castel. Ele foi inspirado pelo fabricante Matt Brailsford, que conseguiu transformar um brinquedo em uma máquina de fliperama Out Run. "Eu adorei o fato de ele ter reciclado um brinquedo velho e criado algo que poderia ser apreciado quando adulto", diz Castle. 

Primeiro, ele procurou um brinquedo que pudesse ser usado como base para o desenvolvimento. O escolhido foi um jogo de mesa Sky Fighter F-16, à bateria. Ele é originalmente fabricado pela Dival. Todo o desenvolvimento posterior foi feito em torno de um Raspberry Pi 3A +. "É o hardware perfeito para projetos como esse devido à sua flexibilidade", informou o desenvolvedor do projeto. 

- Continua após a publicidade -

Algumas adaptações precisaram ser feitas. Como o brinquedo já era usado, algumas partes estavam faltando. A principal delas era o joystick vermelho. Para contornar a situação, ele reproduziu a peça em uma impressora 3D. Outra peça impressa foi um novo quadro para acomodar uma tela LCD TFT. O display foi substituído, portanto a parte de encaixe também precisou ser refeita. Os micro interruptores também foram reconstruídos, para aumentar a sensibilidade.

“Eu sabia que teria que adaptar algumas peças para o joystick e para a tela, mas não queria modificar a aparência do brinquedo. Para ser honesto, modificar o brinquedo envolveria um pouco de lixamento e pintura e eu estava preocupado que isso estragasse o efeito geral do projeto se fosse mal executado."
Adrien Castel, desenvolvedor do projeto

“Eu sabia que teria que adaptar algumas peças para o joystick e para a tela, mas não queria modificar a aparência do brinquedo. Para ser honesto, modificar o brinquedo envolveria um pouco de lixamento e pintura e eu estava preocupado que isso estragasse o efeito geral do projeto se fosse mal executado."
Adrien Castel, desenvolvedor do projeto

A maioria das peças são originais. O que inclui, além do cordo, suas luzes LED, PCB - que foi adaptado ao novo circuíto -, alto falante - que teve o amplificador de áudio PAM8403 3W classe D ao Raspberry Pi soldado -, entre outros cuidados. Castel fala que as peças foram adaptadas ao projeto. Isso incluiu algumas melhorias, para que funcionassem da melhor forma. Apesar disso, poucas partes foram trocadas ou removidas.

- Continua após a publicidade -

Com a construção concluída, é necessário fazer os testes de jogabilidade com esse novo console portátil. A RecalBox, uma plataforma de emulação baseada no Emulation Station e no RetroArch, permitiu que Castel construísse um front end personalizado, similar à um caça a jato. O equipamento desenvolvido pode rodar simuladores de voo de código aberto, um exemplo é o FlightGear. Você pode conferir os resultados no vídeo abaixo:

Via: Tom's Hardware Fonte: Raspberry Pi Blog
Tags
  • Redator: Ana Luiza Pedroso

    Ana Luiza Pedroso

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.