Créditos: WCCFTech

AMD excede própria meta com Ryzen 7 4800H: eficiência 31,7 vezes maior que CPU de 2014

Empresa havia prometida melhora de 25 vezes na eficiência energética em seis anos

A AMD está comemorando a eficiência energética de seu novo processador "mobile" para notebooks e outros portáteis, o Ryzen 7 4800H. A empresa afirma que o modelo entrega até 31,7 vezes mais eficiência que modelos base de 2014, o que significa que a empresa não só alcançou sua promessa feita há seis anos, mas que ultrapassou sua meta.

Em 2014 a AMD criou o objetivo de criar processadores mobile até 25 vezes mais eficientes do que os que existiam na época no espaço de seis anos. Agora, em 2020, o prazo venceu e a empresa superou essa meta estabelecida com um número bem expressivo através do Ryzen 7 4800H.

"Nós sempre nos focamos na eficiência energética em nossos processadores, mas em 2014 nós decidimos colocar uma ênfase ainda maior nessa capacidade. Nosso time de engenheiros se debruçou sobre esse desafio e criaram um caminho para alcançar nosso objetivo estendido de eficiência energética 25 vezes maior até 2020. Nós fomos capazes de ultrapassar de longe nossa meta, alcançando uma melhora de 31,7 vezes que vai permitir notebooks para jogos e ultrafinos com performance, gráficos e vida longa de bateria inigualáveis. Eu não poderia estar mais orgulhos de nossos times de engenheiros e negócios."
Mark Papermaster, CTO e vice-presidente executivo de tecnologia e engenharia na AMD

"Nós sempre nos focamos na eficiência energética em nossos processadores, mas em 2014 nós decidimos colocar uma ênfase ainda maior nessa capacidade. Nosso time de engenheiros se debruçou sobre esse desafio e criaram um caminho para alcançar nosso objetivo estendido de eficiência energética 25 vezes maior até 2020. Nós fomos capazes de ultrapassar de longe nossa meta, alcançando uma melhora de 31,7 vezes que vai permitir notebooks para jogos e ultrafinos com performance, gráficos e vida longa de bateria inigualáveis. Eu não poderia estar mais orgulhos de nossos times de engenheiros e negócios."
Mark Papermaster, CTO e vice-presidente executivo de tecnologia e engenharia na AMD

A AMD diz que alcançou seu objetivo criando uma arquitetura SoC bastante integrada eficiente, com recursos de gerenciamento de energia em tempo real melhorados e otimizações de energia no nível do silício de seus componentes. Isso impacta numa redução no uso de energia de até 84% em relação a 2014 pra cá. 

- Continua após a publicidade -

A meta da eficiência energética também faz parte de um plano para sustentabilidade. A AMD afirma que é a primeira companhia de semicondutores a ter seus objetivos de proteção contra a mudança climática reconhecidos pela Science Based Targets Initiative, uma iniciativa ambiental que tenta certificar companhias que realmente estabelecem metas para conservação ambiental baseadas em estudos científicos.

Fonte: TechPowerUp
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.