Créditos: Nvidia

Nvidia lança sua primeira GPU PCIe 4.0, uma A100 baseada em Ampere para servidores

Nova geração da Nvidia ainda não está pronta para chegar aos computadores domésticos

A Nvidia anunciou nessa semana os novos servidores de parceiros adotando a plataforma A100, baseada na arquitetura Ampere, para a aceleração de IA, ciência de dados computação científica e etc. Aproveitando a chegada desses novos servidores, a fabricante de GPUs revelou também uma nova opção de formato para suas GPUs A100, baseadas em conexão PCIe 4.0. É a primeira vez que esse tipo de hardware da companhia adota o formato, e claro que é no segmento industrial que começam as ofertas.

"A adoção da GPU NVIDIA A100 nas ofertas dos principais fabricantes de servidores está superando tudo o que vimos anteriormente. A grande variedade de servidores NVIDIA A100 provenientes de nossos parceiros garante que os clientes possam escolher as melhores opções para acelerar seus data centers para alta utilização e baixo custo total de propriedade."
Ian Buck, vice-presidente e gerente geral de computação acelerada da Nvidia

"A adoção da GPU NVIDIA A100 nas ofertas dos principais fabricantes de servidores está superando tudo o que vimos anteriormente. A grande variedade de servidores NVIDIA A100 provenientes de nossos parceiros garante que os clientes possam escolher as melhores opções para acelerar seus data centers para alta utilização e baixo custo total de propriedade."
Ian Buck, vice-presidente e gerente geral de computação acelerada da Nvidia

A geração Ampere está seguindo a linha de produção que toda nova geração de GPUs segue, sendo disponibilizada primeiro no segmento comercial e depois ganhando uma versão para os PCs domésticos. A nova versão 4.0 da A100 é mais simples de ser usada principalmente em servidores já instalados, com a vantagem da praticidade do conector universal. Mas, como aponta o Tom's Hardware, o modelo oferece um TDP significativamente mais baixo, de 250W, contra os 400W do modelo SXM. Assim, o impacto pode ser uma performance reduzida de 10 a 50% dependendo da carga de trabalho.

Os modelos já estão disponíveis no Brasil também, e a Nvidia destaca que a versão PCIe 4.0 pode ser usada para fabricantes de servidores oferecerem mais opções aos clientes, desde sistemas com apenas uma GPU até servidores combinando 10 ou mais placas.

- Continua após a publicidade -

"Essa nova tecnologia em diversos servidores auxiliará muitas empresas não só no Brasil, mas em toda a América Latina no que diz respeito ao avanço digital, gerando uma economia de energia e custos e aumentando a velocidade dos resultados obtidos."
Marcio Aguiar, diretor da Nvidia Enterprise para América Latina.

"Essa nova tecnologia em diversos servidores auxiliará muitas empresas não só no Brasil, mas em toda a América Latina no que diz respeito ao avanço digital, gerando uma economia de energia e custos e aumentando a velocidade dos resultados obtidos."
Marcio Aguiar, diretor da Nvidia Enterprise para América Latina.

Entre os parcerios oferecendo servidores com placas A100, a Nvidia destaca Asus, Dell, Gigabyte, Inspur, Lenovo, Supermicro e muitos outros.

Via: Tom's Hardware
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.