Créditos: AMD

AMD estaria atrasando o lançamento dos CPUs Ryzen 4000 baseada em Zen 3 para 2021 [RUMOR]

Os motivos para tal não seriam dificuldades técnicas, mas estratégia de mercado

A AMD pode estar se preparando para adiar o lançamento de sua Ryzen 4000, processador que é construído com a arquitetura Zen 3. A razão por trás de tal decisão seria a demanda ainda forte pelos Ryzen 3000 e a falta de capacidade da Intel para competir com os CPUs mais poderosos da AMD.

Deve-se lembrar que até o momento a informação não passa de um rumor, já que se trata de algo com grande magnitude. A fonte original da informação é o jornal de Taiwan DigiTimes.

Ao mesmo tempo que é conhecido por ter uma série de fontes internas nas principais empresas de eletrônicos, o DigiTimes já se meteu em problemas por publicar informações imprecisas.

(Roteiro de lançamento esperado para as arquiteturas de CPU Zen - Créditos: AMD)

Segundo o roteiro do relatório financeiro da AMD de março deste ano, a terceira geração da arquitetura Zen, com o codinome Milan, deveria ser lançado até o final do ano. Segundo o WccfTech, o lançamento seria mais precisamente em setembro deste ano.

- Continua após a publicidade -

Recentemente a AMD ainda teve que desmentir que as arquiteturas de CPU Zen 3 e de GPU RDNA 2 seriam construídas em 5nm. A empresa teve que reafirmar que a arquitetura com 5nm viria apenas com o "Genoa", quarta geração dos Zen, mesmo já tendo disponibilizado o roteiro de lançamento.

A possibilidade de que a informação não proceda é real, mas, caso ocorra, a estratégia de adiar o lançamento do Zen 3 tem motivos para acontecer. A AMD vem apresentando uma vantagem de produto considerável sobre a Intel, que recentemente descontinuou seus CPUs de oitava geração.

E pra piorar, Jim Keller deixou a empresa no dia 11 de junho. O engenheiro com passagem pela Apple, Tesla e pela própria AMD era visto como um trunfo da Intel para voltar a produzir microprocessadores mais poderosos. A empresa segue trabalhando com litografia em 14nm.

Enquanto isso, a AMD segue avançando em algumas direções. Com seus CPUs sendo utilizados pelo PlayStation 5 e processador sem sistema de resfriamento funcionando bem, a AMD agora ataca a NVIDIA com sua nova placa de vídeo.

Via: Wccftech Fonte: DigiTimes
  • Redator: Odir Brüggmann Filho

    Odir Brüggmann Filho

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.