Créditos: YouTube

Xbox Mil Grau perde seus vídeos e recebe suspensão permanente de parcerias no YouTube

Depois de dias recebendo milhares de denúncias, plataforma de vídeos da Google decide agir

O canal XMG, antes conhecido como Xbox Mil Grau, teve alguns de seus vídeos removidos e foi permanentemente suspenso do Programa de Parcerias do YouTube, depois de uma mobilização na internet pelas redes sociais exigir da plataforma um posicionamento por conteúdos racistas, antissemitas, homofóbicos, etc. O movimento teve seu foco no Twitter, onde Ricardo Regis, jornalista de games e um dos fundadores do Nautilus, comprou a briga contra o canal depois de suas atitudes preconceituosas mais recentes.

Toda a polêmica aconteceu ao longo da semana, que começou com o canal sendo proibido de usar a marca Xbox em seus conteúdos e depois resultou no banimento deles na Twitch. A primeira notícia é de que ficariam banidos por 14 dias, mas há informações não confirmadas de que o bloqueio foi promovido a permanente.

Já o YouTube, que derruba vídeos automaticamente quando há qualquer denúncia de copyright, foi bem mais resistente em tomar uma atitude. Regis preparou todo um "manual" de como denunciar conteúdos impróprios do canal - que chegou a ocultar todos os seus vídeos para dificultar o processo. Depois de algum tempo, e sem reconhecer a pressão que sofreu nas redes sociais, o YouTube resolveu agir, afirmando que foi por conta das denúncias que receberam pela sua plataforma, como reiteraram em declaração ao IGN:

- Continua após a publicidade -

O YouTube repudia veementemente todas as formas de preconceito. Trabalhamos constantemente para elaborar e agir de acordo com nossas políticas, dando aos usuários os recursos necessários para sinalizarem conteúdos que julguem violar essas regras. Por esse sistema, tomamos conhecimento do conteúdo do Canal XBOX Mil Grau, que teve conteúdos removidos por violação de nossas diretrizes e ação do YouTube conforme nossas políticas de avisos.

O YouTube repudia veementemente todas as formas de preconceito. Trabalhamos constantemente para elaborar e agir de acordo com nossas políticas, dando aos usuários os recursos necessários para sinalizarem conteúdos que julguem violar essas regras. Por esse sistema, tomamos conhecimento do conteúdo do Canal XBOX Mil Grau, que teve conteúdos removidos por violação de nossas diretrizes e ação do YouTube conforme nossas políticas de avisos.

Jéferson Menezes, um dos criadores do "Site dos Menes", fez uma sugestão ao YouTube que ficou popular no Twitter:

A campanha liderada por Regis conseguiu subir a hashtag #YouTubeApoiaRacista aos trending topics da rede social e alcançou até jornalistas e celebridades dos EUA, como Jason Schreier e Mark Hamill.

- Continua após a publicidade -

XMG também não pode mais

Em tempo: aparentemente o canal não vai poder manter o nome XMG também. A marca alemã de notebooks tomou conhecimento que seu nome está sendo "compartilhado" pelo Mil Grau e fez o seguinte tweet, em português e tudo:

Fonte: Start, IGN
Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.