Créditos: Reprodução

Pesquisa aponta que 73,4% dos brasileiros jogam jogos eletrônicos

Público gamer cresceu 7,1% no Brasil em comparação a 2019

O público gamer no Brasil segue em pleno crescimento. Dados levantados pela Pesquisa Game Brasil (PGB) aponta que 73,4% dos brasileiros dizem jogar jogos eletrônicos, independentemente da plataforma. De acordo com a análise, houve um crescimento de 7,1% em relação ao ano passado.

“Alguns hábitos que já apresentavam tendência de crescimento em relação ao ano anterior, como conhecimento e consumos dos eSports (cresceu 6,7%) e jogar diariamente, podem ter acelerado ainda mais em detrimento das atuais medidas de isolamento social”, destaca Lucas Pestalozzi, presidente da Blend New Research.

A PGB ouviu 5.830 pessoas em 26 Estados e no Distrito Federal, no mês de fevereiro.  A 7ª edição da pesquisa também oferece um Painel LATAM que busca traçar o perfil geral do jogador latino-americano, com 3.229 participantes de México, Argentina, Colômbia e Chile.

Realizada pelo Sioux Group, através da unidade de negócios Go Gamers, ESPM e Blend New Research, a PGB considera gamers todos aqueles que afirmam possuir o hábito de jogar jogos digitais, independentemente do estilo, frequência ao longo da semana, duração das partidas e conhecimento sobre jogos, softwares e hardwares relacionados.

- Continua após a publicidade -

O celular é a plataforma mais utilizada pelo brasileiro para jogar, com 86,7% da preferência, segundo a PGB. Os consoles, com 43,0%, e o computador, com 40,7%, vêm em 2º e 3º lugares.

Segundo a pesquisa, 33,6% do público gamer brasileiro é composto por adultos com idade entre 25 a 34 anos. Em seguida aparecem os jovens de 16 a 24 anos (32,5%). As mulheres continuam sendo a maioria, representando 53,8% do total de jogadores no país.

A pesquisa também indica que os gamers brasileiros se dividem em dois grupos: 67,5% que não se consideram gamers e 33,5% que se consideram. O primeiro foi caracterizado como o "gamer casual". Já o segundo grupo foi caracterizado como o "gamer hardcore".

- Continua após a publicidade -

Entre os casuais, 61,9% do público é feminino. Os homens, por sua vez, se identificam mais com o perfil hardcore, com 61,3%. Do ponto de vista de mercado, o hardcore gamer possui uma população menor, mas muito relevante e engajada: jogam três vezes ou mais por semana, em sessões que duram por volta de 3h.

Segundo a PGB, 50,2% dos hardcore gamers desejam adquirir um PlayStation 5 ou um Xbox Series X logo na data lançamento. Já a maioria dos casuais que mostraram interesse em comprar, não farão no momento do lançamento (71,1%).

Tags
  • Redator: Gabriel Tagarro

    Gabriel Tagarro

    Formado em jornalismo pela Universidade Castelo Branco, é apaixonado por games desde 1994, quando ganhou um Master System. Joga de tudo um pouco, seja no PC ou no console. Ama tecnologia e escreve com prazer sobre tudo que a envolve.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.