Créditos: AMD

AMD não deve fazer a migração para 5nm nos próximos CPUs com Zen 3

Relatório informa que é improvável que a migração ocorra na próxima geração

Um novo relatório, divulgado pela ExtremeTech, informa que é improvável que a AMD mude a litografia de seus processadores para 5nm com a arquitetura Zen 3. Segundo o site, uma mudança do processo é muito complexa e demanda um design totalmente diferente, o que deve levar alguns anos para ser concluído. O site relata também que está havendo um atraso do envio do design da desenvolvedora do Ryzen, para a fabricante TSMC.

Há muitos rumores que dizem que a AMD deve migrar para os 5nm na próxima geração de processadores, feitos com a arquitetura Zen 3. A própria empresa já revelou anteriormente um banner de progressão, que planeja fazer a troca para os 5nm apenas com o Zen 4, até 2022.

A DigiTimes fez uma publicação, há algum tempo, informando que a AMD estava sendo considerada cliente nível 1 da TSMC. Essa informação não está mais disponível, mas foi utilizada como base para diversos rumores falaram que CPUs em 5nm estavam mais próximas de serem lançadas. 

Para que as novas CPUs sejam fabricadas, é necessário uma série de passos antes de chegar a versão final. Primeiro, a AMD envia o design para o TSMC, que é a responsável por fabricar os chips com os circuitos integrados. Em seguida, eles testam o hardware que o TSMC envia, verificando se tudo está funcionando conforme o planejado. Na maioria das vezes, é necessário que a AMD faça ajustes, antes de enviar novamente para a fabricante. Esse processo pode levar até meses, variando de acordo com os testes realizados. 

- Continua após a publicidade -

Não se sabe o motivo, mas parece que a AMD está atrasada nesses processo de envio do design para a TSMC. Pode ser pelo afastamento social para conter o Covid-19, ou algum problema na arquitetura. De qualquer modo, é improvável, segundo o ExtremeTech, que a migração para os 5nm ocorra na próxima geração.

Geralmente, quem troca a litografia primeiro é a Qualcomm, que desenvolve SoCs para smartphones e a Apple. Ou seja, a AMD não lidera o processo de migração. Ela é líder na migração em CPUs para desktop e notebooks, fazendo essa troca muito antes da Intel, sua principal concorrente. 

Portanto, os próximos CPUs, com arquitetura Zen 3, deve trazer um processo aprimorado de 7nm. A migração para os 5nm deve ocorrer com o Zen 4, até 2022. 

Via: ExtremeTech
Tags
amd
  • Redator: Ana Luiza Pedroso

    Ana Luiza Pedroso

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.