Créditos: NVIDIA

CEO da NVIDIA acredita que mercado de games terá expansão depois da quarentena

Resultados fiscais ficaram acima do esperado, principalmente com plataforma GeForce Now

A NVIDIA realizou uma teleconferência para expor os resultados do trimestre fiscal. A empresa apresenta números positivos, com destaque a sua plataforma GeForce Now. Esse novo modelo de jogos em nuvem está ganhando muitos novos adeptos, com um aumento significativo nesse período de quarentena mundial. O CEO, Jensen Huang, afirma ainda estar positivo quanto ao futuro, falando que o modelo pode virar uma tendência.

O Geforce Now é o serviço de streaming de games. Apesar de começar a fazer muito sucesso nos últimos meses, ele já havia sido lançado originalmente em 2013, com o nome Nvidia Grid. O serviço concorre com plataformas como Microsoft XCloud e Google Stadia. Ele permite que as pessoas joguem diversos games sem necessariamente precisar de um computador potente, já que os títulos são rodados nos servidores da empresa.

As notícias anunciadas na teleconferência são positivas para os investidores. A CFO da NVIDIA, Colette Kress, anunciou que as horas que os jogadores estão passando na plataforma aumentaram em 50%. Essa taxa foi identificada nos mesmos meses em que diversos países ao redor do mundo anunciaram bloqueio das atividades, para barrar o avanço do Covid-19. Isso obriga as pessoas a ficarem em casa, o que está garantindo para a empresa não somente mais adeptos, como os clientes antigos estão passando mais tempo no GeForce Now.

Economizando o tempo de locomoção e as horas perdidas em trânsito nos grandes centros, as pessoas estão, em geral, com mais momentos livres do dia. Isso parece ser algo passageiro, já que quando as atividades retornarem, o esperado é que volte tudo ao normal. Segundo Jensen Huang, atual CEO da NVIDIA, a quarentena deve alterar o modo como as pessoas estão trabalhando.

- Continua após a publicidade -

"Eu acho que mais e mais pessoas vão trabalhar permanentemente em casa. Há um forte movimento de empresas que apoiarão uma porcentagem maior de pessoas trabalhando em casa. E quando as pessoas trabalham em casa, isso aumenta claramente o melhor entretenimento doméstico, que é o jogo. Acho que os jogos representarão um segmento muito maior do orçamento geral de entretenimento da sociedade."
-  Jensen Huang, CEO da NVIDIA

"Eu acho que mais e mais pessoas vão trabalhar permanentemente em casa. Há um forte movimento de empresas que apoiarão uma porcentagem maior de pessoas trabalhando em casa. E quando as pessoas trabalham em casa, isso aumenta claramente o melhor entretenimento doméstico, que é o jogo. Acho que os jogos representarão um segmento muito maior do orçamento geral de entretenimento da sociedade."
-  Jensen Huang, CEO da NVIDIA

Essa opinião de Huang não é infundada. Segundo uma pesquisa, realizada pela DFC Intelligence, a tendência é que a indústria de games seja mais valorizada depois da quarentena. Eles mencionam que os jogos eletrônicos serão mais vistos como parte da indústria de entretenimento, mais ainda do que já são. 

Isso vai de encontro com os resultados de desenvolvedoras e publicadoras de games. A Activision Blizzard, Electronic Arts, Ubisoft, Zynga e Nintendo registraram lucros acima da média nesse período. A pesquisa ainda fala que "o impacto do COVID-19 na indústria de jogos é contínuo e será reavaliado regularmente. No momento, os maiores beneficiários são produtos de ponta, hardware e jogos AAA."

A NVIDIA é mais conhecida pelas suas placas de vídeo, consideradas as melhores do mercado. Além de lucrarem com a plataforma de nuvem, será comum que usuários se interessem mais sobre o universo de games e comecem a investir em equipamentos melhores. É o que indica o DFC Intelligence.

Para alimentar ainda mais o mercado, é esperado que os consoles de próxima geração cheguem até o final do ano. Apesar da previsão, tanto o Xbox Series X quanto o PlayStation 5 podem ter a data de lançamento alterada, devido a pandemia. A NVIDIA e sua concorrente AMD também devem trazer novidades em placas de vídeo até o final do ano.

- Continua após a publicidade -

Via: WCCFTech
  • Redator: Ana Luiza Pedroso

    Ana Luiza Pedroso

Qual você acha melhor?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.