Créditos: Divulgação: Intel

Saem as análises da 10ª geração Core, Comet Lake-S, veja algumas das impressões

CPUs ganham desempenho graças a altas frequências mas a custo de mais consumo
Por Diego Kerber 20/05/2020 14:00 | atualizado 20/05/2020 14:00 Comentários Reportar erro

10ª geração Intel Core chegou ao mercado, e como você não confere aqui (ainda não chegaram unidades de testes para nós) já temos diversos benchmarks mostrando as novidades dos modelos Comet Lake-S, com sites tendo acesso ao Core i5-10600K, Core i7-10700K e ao topo da linha, o Core 10900K.

Alguns sites com análises no ar:

- Guru3D - Core i5-10600K e Core i9-10900K
- Anandtech Core i9-10900K, i7-10700K e i5-10600K
- Tom's Hardware - Core i9-10900K
- PC Gamer - Core i9-10900K

Pra quem curte conteúdos em inglês, também já está no ar análises de YouTubers como JayTwoCents, LinusTechTips, pra quem está cansado da baixa quantidade de cabelo em alguns vídeos do Adrena temos o Gamer Nexus, e pra quem quer muito sotaque tem o Hardware Unboxed.

- Continua após a publicidade -

Em conteúdos nacionais, somente os lojistas tiveram acesso aos produtos até o momento, com a galera da Pichau já com seu vídeo no ar. Outro que também já traz conteúdo BR pro pessoal é a Terabyte.

E as impressões? Fazendo um apanhando geral, a Intel parece ter sido capaz de extrair mais desempenho de sua litografia aprimorada dos 14 nanômetros, atingindo frequências mais altas. A solução de reduzir a altura do die para tornar mais eficiente a dissipação do calor dos núcleos, bem como o IHS mais espesso deram conta de lidar com o aquecimento adicional.

O aumento no consumo porém foi inevitável, com o Core i9-10900K e seus 10 núcleos consumindo mais que o Ryzen 9 3900X e seus 12 núcleos, em vários dos testes.

Em termos de performance, o aumento de desempenho por núcleo trouxe vantagens para os modelos Comet Lake-S versus os Ryzen da série 3000. Essa melhoria auxiliou o 10900K a fazer frente ao 3900X em alguns cenários profissionais, mesmo contando com 2 núcleos e 4 threads a menos. Em outras situações, como games, a Intel conseguiu melhorar sua posição, depois das CPUs Zen2 terem feito a AMD encostar nesse critério.

- Continua após a publicidade -

Já temos um conjunto de placas Z490, e estamos no aguardo de processadores para começar os nossos próprios testes. Fiquem de olho aqui no site e também em nosso canal do YouTube para novidades quando tivermos nossos testes para trazer.

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.