Créditos: Divulgação: AMD

Ryzen Pro 4000: AMD traz salto em seus CPUs para notebooks profissionais

Modelos são focados em uso profissional e meio corporativo

A AMD anunciou sua nova geração de processadores de notebooks para uso profissional, o Ryzen 4000 Pro. O grande destaque são as grandes evoluções nas configurações de núcleos e threads, chegando a dobrar em diversos modelos.

O modelo topo da linha passa a ser um octa-core com um total de 16 threads, configuração que é o dobro do 3700U da geração anterior. Outros modelos da linha também receberam incrementos, com o Ryzen 3 4300U recebendo a tecnologia SMT e com isso dobrando para 8 threads, e o Ryzen 5 4500U subindo de um quad-core para um hexa-core.

Os processadores também recebem as evoluções da nova microarquitetura Zen2, com cache mais generoso e a nova litografia em 7 nanômetros. Isso resulta em um ganho de performance por thread que, somado ao aumento no número de núcleos, traz verdadeiros saltos em ciclos de trabalho que usem bem vários threads ao mesmo tempo.

- Continua após a publicidade -

Com isso a AMD acredita entregar um produto de alta produtividade, com modelos Ryzen 5 Pro intermediários conseguindo rivalizar com o modelo Core i7-10510U, um topo de linha de baixo consumo da Intel, por exemplo.Um foco importante dessa geração foi o aumento da autonomia. Com o uso da litografia em 7 nanômetros e um uso mais eficiente dos núcleos, conseguindo deixá-los inativos quando ociosos e ativando-os de forma praticamente instantânea quando necessário, a AMD estima que os notebooks equipados com Ryzen Pro 4000 entregarão até 20 horas de duração de bateria, com óbvias variações de acordo com cada modelo.

Por se tratar de uma plataforma profissional, um dos grandes destaques desse segmento de CPUs é a estabilidade e a segurança. Os Ryzen Pro trazem o "AMD Pro Security", conjunto de tecnologias que incluem uma microarquitetura moderna pensada para enfrentar os principais tipos de ataques virtuais, um sistema de encriptação completa dos dados na memória RAM e o "secured-core PC", um trabalho próximo da AMD com as desenvolvedoras de sistemas operacionais para garantir um nível elevado de segurança do sistema.

- Continua após a publicidade -

Os notebooks equipados com Ryzen Pro 4000 devem chegar ao mercado na primeira metade de 2020, e parceiras como HP e Lenovo já divulgaram alguns modelos equipados com esses processadores.

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.