Créditos: Reprodução

AMD agora tem metade das vendas no mercado de processadores premium

Segundo a CEO Lisa Su, a empresa está aumentando sua participação no mercado há 30 meses seguidos

A AMD segue ganhando terreno no mercado de CPUs e conquistando o espaço antes dominado pela Intel. No mais recente relatório financeiro divulgado pela companhia, a CEO Lisa Su revelou que a empresa está aumentando sua participação no mercado há dez trimestres seguidos (30 meses) e, agora, já tem "mais de 50% das vendas de processadores premium em muitos dos principais varejistas globais".

Como destaca o TechSpot, vários indicadores já apontavam desde o ano passado que a AMD colheria bons frutos, muito em função do sucesso dos Ryzen. Além do crescimento constante identificado desde o segundo trimestre de 2017, muitos consumidores têm preferido processadores do lado vermelho. Na Amazon dos EUA, por exemplo, oito das dez CPUs mais vendidas são da empresa de Lisa Su

Créditos: AMD / Reprodução

A AMD registrou uma receita recorde no primeiro trimestre de 2020 de US$ 1,79 bilhão (~ R$ 9,98 bi). Embora esse número represente um crescimento de 40% em relação ao mesmo período do ano passado, houve queda 16% em relação ao trimestre anterior. A empresa citou a Covid-19 ao justificar a desaceleração. A pandemia levou à redução direta das cadeias de suprimentos e ao fechamento de lojas de varejo, especialmente na China.

"A demanda de PCs no resto do mundo foi forte, compensando a perda na China", explicou Lisa Su. 

- Continua após a publicidade -

A receita de processadores cresceu significativamente ano a ano, uma vez que a forte demanda das CPUs Ryzen resultou em aumentos percentuais significativos na casa dos dois dígitos. Como resultado, acreditamos que ganhamos participação de mercado da unidade de clientes pelo décimo trimestre consecutivo.” – Lisa Su, no relatório financeiro da AMD

A receita de processadores cresceu significativamente ano a ano, uma vez que a forte demanda das CPUs Ryzen resultou em aumentos percentuais significativos na casa dos dois dígitos. Como resultado, acreditamos que ganhamos participação de mercado da unidade de clientes pelo décimo trimestre consecutivo.” – Lisa Su, no relatório financeiro da AMD

A CEO da AMD acrescentou que a demanda pelos Ryzen 3000 e também pelos chips da geração anterior seguiram fortes, com as duas linhas de CPUs representando mais de 50% das vendas em muitos dos principais varejistas online.

Mesmo com a pandemia global do novo coronavírus, Su garantiu que não houve mudanças com relação ao lançamento das CPUs Zen 3 e GPUs RDNA 2.

A companhia projeta uma demanda mais fraca do consumidor no segundo semestre de 2020, contudo, ainda espera um crescimento anual de receita de 25%.

Via: TechSpot
Tags
  • Redator: Gabriel Tagarro

    Gabriel Tagarro

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.