Créditos: wccftech

Aumenta circulação de falsas CPUs Intel no mercado chinês

Revendedores estão enviando chips Intel Pentium como se fossem Core i7

Um novo relatório publicado pelo site chinês HKEPC mostrou que houve um aumento no número de golpes com chips da Intel. Revendedores terceiros estão falsificando os modelos, as vezes enviando chips de entrada no lugar de topos de linha. Os golpistas falsificam o design do produto, modificando o próprio IHS, copiando um original. Até o momento apenas canais chineses registraram os golpes. A Intel já afirmou que não irá fornecer o RMA dos chips para os clientes lesados, já que isso deixaria a empresa exposta para futuros golpes.

Segundo alguns clientes que caíram no golpe, a parte externa dos chips condiz exatamente com o original. Apesar disso, o desempenho não se mostrou o esperado, o que os fez desconfiar. Analisando o chip comprado, foi possível perceber que o IHS do chip - parte responsável pela dissipação de calor, que fica em volta do silício -, tinha sido modificado.

Há duas principais maneiras para falsificar o IHS. A primeira delas é colocando um adesivo sobre as gravações originais, como na imagem acima. Assim, o que está por baixo ficará escondido, revelando apenas o que está no adesivo. A segunda maneira pode ser retirando essa parte do modelo desejado e colocando junto com um chip inferior, ou mais antigo. Isso faz com que a gravação seja a original, mas colocada em um outro modelo. 

Um dos principais alvos está sendo o modelo Core 7-7700K. Algo que facilita o golpe desse chip em específico é o fato da CPU Kaby Lake ser construída com pasta térmica, sem solda entre a matriz da CPU e o IHS. O que torna a falsificação mais fácil e, também, mais fiel a original. A maioria dos consumidores que compraram esse chip nos golpes, adquiriram chips Pentium e Core 2 Duo, que são modelos mais baratos, com o preço normal de um Core i7, que é consideravelmente mais caro.

- Continua após a publicidade -

Há notificações de revendedores falsificando os chips em sites importantes. Dois dos já revelados são AliExpress e Amazon, ambos para o mercado chinês. Apesar disso, há compradores de todo o mundo que podem adquirir os produtos pelo site. A Intel reforça para que seus clientes se certifiquem que estão adquirindo seus hardwares de revendedores oficiais. Dessa forma a garantia será concedida e o usuário dificilmente será lesado.

Os clientes que adquiriram as peças falsificadas não terão suporte ao RMA da Intel. Caso não conseguirem estorno do dinheiro, com o canal que a compra foi feita, os compradores terão um grande prejuízo.

Via: Tom's Hardware, WCCFTech
Tags
  • Redator: Ana Luiza Pedroso

    Ana Luiza Pedroso

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.