Créditos: Epic Games

Após 18 meses no Android, Fortnite agora pode ser baixado na Play Store

A Epic Games lançou seu battle royale na plataforma da Google fazendo críticas à loja

Após 18 meses da estreia de Fortnite no Android, a Epic Games trouxe o battle royale para a Play Store, principal loja de aplicativos do sistema operacional. O lançamento do jogo na plataforma vem com um gosto amargo para a dona do jogo: a empresa por trás da Unreal Engine 4 fez críticas ao sistema de cobrança da Google, que exige 30% dos lucros dos aplicativos para distribuí-los em sua loja.

Fortnite - Play Store

A chegada do jogo na Play Store foi comunicada nas redes sociais do game apenas como um convite para mais jogadores do Android conhecerem o battle royale, que em breve terá um show virtual do rapper Travis Scott. Em um comunicado enviado à imprensa, por outro lado, a Epic Games deixou o tom amistoso de lado e caiu atirando na Google.

Segundo a companhia, o principal motivo para o lançamento de Fortnite no Android são as restrições feitas pela Google no Android, que dificultam a vida de quem distribui aplicativos fora da Play Store. De acordo com a Epic Games, a empresa adota "medidas técnicas e comerciais" para caracterizar apps de terceiros como "assustadores".

- Continua após a publicidade -

"Após 18 meses de operação do Fortnite no Android fora da Google Play Store, chegamos a uma conclusão básica: a Google coloca em desvantagem o software para download fora do Google Play por meio de medidas técnicas e comerciais, como assustadores e repetitivos pop-ups de segurança em conteúdos baixados e atualizados, acordos e transações restritivas de fabricantes e operadoras, relações públicas do Google caracterizando fontes de apps de terceiros como malware e novos esforços, como o Google Play Protect, para bloquear completamente o aplicativo obtido fora da loja Google Play ".
- Comunicado da Epic Games

Mesmo com o lançamento na Play Store, a Epic Games afirma que manterá a distribuição de seu app externo, que pode ser baixado no site da empresa. A versão disponível fora da loja da Google garante mais lucros para a desenvolvedora, já que os ganhos com microtransações não sofrem com a cobrança de 30% imposta pela dona do Android.


(Imagem: Epic Games/Divulgação)

É importante ressaltar, também, que a chegada do battle royale na Play Store não vem acompanhada de otimizações para o game. Ou seja, Fortnite ainda roda somente em celulares Android potentes. Segundo o site da desenvolvedora, para rodar o título é necessário ter um smartphone com pelo menos 4 GB de memória RAM e GPU Adreno 530, Mali-G71 MP20, Mali-G72 MP12 ou superior.

Além de estar disponível no Android, Fortnite também pode ser jogado no iOS, PS4, Xbox One, Nintendo Switch e PC. A versão de computadores é distribuída pela Epic Games Store, para evitar cobranças de taxas de plataformas como a Steam.

Via: The Verge
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.