Créditos: Samsung

Sétima geração de memórias NAND da Samsung terá 160 camadas ou mais

Ela usará a tecnologia proprietária conhecida como Double Stack para conseguir isso

De acordo com informações recentes, a Samsung está desenvolvendo sua sétima geração de memórias NAND flash com 160 camadas ou mais. Para conseguir isso, a empresa fará uso da tecnologia proprietária conhecida como Double Stack. A tecnologia Double Stack cria lacunas eletrônicas em dois momentos separados para que a corrente possa passar pelos circuitos. Até agora ela usava a tecnologia Single Stack, onde as lacunas são todas criadas ao mesmo tempo.

Um número maior de camadas em um chip NAND flash possibilita uma maior capacidade de armazenamento. Anteriormente, o maior número de camadas usadas em chips de memória era de 128, e a Samsung agora está perto da produção de chips de 160 camadas ou mais. Com isso a empresa sul-coreana sairá na frente de suas principais rivais no setor.

No ano passado, a Samsung e a SK Hynix iniciaram a produção em massa de chips de memória 3D NAND flash com 128 camadas e a empresa chinesa Yangtze Memory Technologies (YMTC) anunciou recentemente que iria começar a produzir chips memória com 128 camadas para competir com a Samsung. No momento nenhuma outra empresa anunciou o desenvolvimento de chips de memória com 160 camadas, o que faz da Samsung a primeira empresa no mundo a anunciar isso.

Essa conquista está sendo vista como um passo importante para o negócio de chips de memória da Samsung. A gigante sul-coreana de eletrônicos obteve US$ 16,5 bilhões no mercado global de NAND flash em 2020, adquirindo uma participação de mercado de 35,9%.

Sétima geração de memórias NAND da Samsung terá 160 camadas ou mais
3D V-NAND com múltiplas camadas da Samsung

- Continua após a publicidade -

Espera-se que os chips NAND flash com 160 camadas tenha um aumento de 67% nas densidades por pacote em relação aos chips com 96 camadas disponíveis no mercado. As densidades também poderiam ser aumentadas por outros meios, como a mudança para os mais novos processos de fabricação de semicondutores e a tecnologia de memória PLC (5 bits por célula).

Fonte: Guru3D, TechPowerUp, SamMobile
Tags
  • Redator: Fabio Rosolen

    Fabio Rosolen

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.