Créditos: Samsung

Processo de fabricação em 3nm da Samsung chega em 2022

Empresa irá utilizar transistores de próxima geração para a nova litografia

A fabricante sul-coreana Samsung anunciou que está dentro do seu cronograma para entregar o seu processo de produção de 3nm até 2020. Parte do que irá possibilitar essa litografia de próxima geração é uma nova tecnologia de transistores da empresa, que vai trazer um novo conceito para o design do hardware.

Como explica o site TechPowerUp, a Samsung já havia confirmado anteriormente que estava trabalhando numa tecnologia Gate-All-Around FET (GAAFET), que deverá trazer um controle muito maior para a produção do canal do transistor, evitando vazamento de nódulos de tamanho reduzido.

Só que a verdadeira revolução do processo de produção de 3nm deverá ser uma tecnologia chamada Multi Bridge Channel FET (MBCFET), que fará parte da família de projetos GAAFET. A promessa da Samsung é de que esse tipo de design vai gastar 50% menos energia e entregar 30% mais desempenho do que soluções da geração passada.


Fonte: Samsung

- Continua após a publicidade -

A tecnologia MBCFET ainda permitirá um ganho maior de densidade para o processador, usando 45% menos espaço por transistor posicionado no silício. A comparação foi feita com um processo não identificado de 7nm, que possivelmente é o FinFET de 7nm da própria Samsung.

A nova técnica da fabricante sul-coreana permite que ela empilhe os transistores acima uns dos outros, o que usa menos espaço do que uma tecnologia FinFET tradicional.

O design do tipo MBCFET ainda permite que os transistores tenham uma largura flexível. Isso significa que cada peça da CPU pode ser tão larga quanto o designer desejar. Essa é uma mudança que torna mais fácil ajustar o processador para operar com um produto de baixo consumo ou com outro de alta performance.

Via: TechPowerUp Fonte: Hardware Luxx
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

A Activision acertou ao colocar músicas do Charlie Brown Jr. no Tony Hawk's 1+2

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.