Créditos: Intel

Vazam supostos preços dos processadores Core i7-10700, 10700K e Core i9-10900

Os novos CPUs são listados por preços entre US$364 e US$ 489
Por Ana Luiza Pedroso 13/04/2020 12:32 | atualizado 13/04/2020 12:32 Comentários Reportar erro

Já é normal os preços dos processadores vazarem pouco antes do lançamento oficial. Com a linha Comet Lake-S da Intel não foi diferente. Os preços apareceram em um site canadense, o DirectDial, iniciando em US$364, aproximadamente R$1.900 e chegando até US$ 489, cerca de R$2.500. 

Vale lembrar que os preços vazados geralmente possuem alteração no seu lançamento oficial. Outra coisa importante é que há variações de preços dependendo do mercado. Como o site é do Canadá, o valor anunciado está em Dólar Canadense (CAD), que pode ser diferente do valor aplicado para o dólar dos EUA.

Core i9-10900 (10 núcleos / 20 threads, 2,8 GHz a 5,2 GHz): 679 CAD = US$ 489
Core i7-10700K (8 núcleos / 16 threads, 3,8 GHz a 5,1 GHz): 585 CAD = US$ 419
Core i7-10700 (8 núcleos / 16 threads, 2,9 GHz a 4,8 GHz):  506 CAD = US$ 364

Há ainda outros aspectos que podem fazer com que os preços finais de mercado dos processadores seja mais alto. Como o site está listando os preços antecipadamente, esses valores poderiam ser referentes a uma pré-compra. Outra situação que acontece é sites adiantarem cadastro dos produtos e colocarem preços sem vinculo justamente para evitar que os preços oficiais vazem em situações como essa. Para base de comparação um Core i7-9700K custa US$385 de acordo com o ark da Intel.

- Continua após a publicidade -

Outro fator importante é que o site não lista se o IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado) já está somado, ou não. Caso não estiver, isso também irá atribuir um custo maior para o usuário final. De qualquer forma, os rumores estão afirmando que os processadores vão ficar com valores acima dos listados acima, dando ainda mais vantagem para a concorrente AMD, com a linha Ryzen apresentando custos mais competitivos.

Os processadores de desktop Comet Lake-S estão sendo equipados com novo soquete, o LGA1200. Isso indica que será necessário adquirir uma nova placa-mãe para migrar para a nova geração da Intel, gerando mais gastos para os seus usuários.

Apesar do site canadense já listar as três opções de processadores, eles ainda devem levar alguns meses para chegar ao mercado. É esperado que a Intel apresente as novidades em maio e comece a distribuir a linha em meados de junho. Essas datas ainda são bastante incertas, levando em consideração a pandemia de Covid-19. O distanciamento social pode fazer com que os processos da empresa tenham atrasos.

Via: Guru3D, WCCFTech
  • Redator: Ana Luiza Pedroso

    Ana Luiza Pedroso

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.