Créditos: Sony

"Solução de resfriamento do PS5 vai deixar vocês felizes", defende Sony

Arquiteto-chefe Mark Cerny rebate rumores de que console esquentava demais

O arquiteto-chefe do PlayStation 5, Mark Cerny, defendeu numa entrevista recente que os fãs irão ficar satisfeitos com o sistema de resfriamento do console. A declaração vem para combater um rumor recente que indicava que o console estava esquentando demasiadamente por causa de problemas no seu conjunto de coolers.

"Existe muito que pode ser feito para [o console] ser mais rápido, presumindo que você pode lidar com a energia resultante e os problemas de calor, algo com o qual sinceramente não fizemos o melhor trabalho".
Mark Cerny, arquiteto-chefe do PlayStation 5

"Existe muito que pode ser feito para [o console] ser mais rápido, presumindo que você pode lidar com a energia resultante e os problemas de calor, algo com o qual sinceramente não fizemos o melhor trabalho".
Mark Cerny, arquiteto-chefe do PlayStation 5

De acordo com o site Tweak Town, muitos especialistas deram descrédito a esse rumor. Isso porque todas as informações internas da Sony vazadas até agora levam a crer que o PlayStation 5 foi concebido com o gerenciamento de calor em mente desde o início do projeto.

"Parte do motivo para isso [não lidar bem com o calor] é que, historicamente, nossas frequências de CPU e GPU dependiam de um trabalho pesado de adivinhação em relação a quanta energia os jogos iam consumir e quanto calor seria produzido dentro do console como resultado disso".
Mark Cerny, arquiteto-chefe do PlayStation 5

"Parte do motivo para isso [não lidar bem com o calor] é que, historicamente, nossas frequências de CPU e GPU dependiam de um trabalho pesado de adivinhação em relação a quanta energia os jogos iam consumir e quanto calor seria produzido dentro do console como resultado disso".
Mark Cerny, arquiteto-chefe do PlayStation 5

- Continua após a publicidade -

Ainda segundo a publicação, a expectativa é de que o PS5 terá um sistema de resfriamento robusto que é capaz de lidar com o calor de maneira adequada. Além disso, a Sony estaria mirando num estilo de projeto que permite reduzir o barulho gerado pela ventoinha do console.

"O consumo de energia varia muito de jogo para jogo. Quando eu jogo God of War no meu PS4 Pro, eu sei que o consumo está alto só pelo barulho da ventoinha. Mas a energia não tem a ver apenas com a qualidade do moto gráfico. É sobre o que está sendo exibido naquele momento e como isso é feito.
Mark Cerny, arquiteto-chefe do PlayStation 5

"O consumo de energia varia muito de jogo para jogo. Quando eu jogo God of War no meu PS4 Pro, eu sei que o consumo está alto só pelo barulho da ventoinha. Mas a energia não tem a ver apenas com a qualidade do moto gráfico. É sobre o que está sendo exibido naquele momento e como isso é feito.
Mark Cerny, arquiteto-chefe do PlayStation 5

O PlayStation 5 chegará ao mercado com um poderoso processador AMD Zen 2 de 8 núcleos e uma GPU AMD Navi de segunda geração com 10,3TFLOPs de desempenho computacional.

"É algo contraintuitivo, mas o processamento de geometrias densas geralmente consome menos energia do que processar uma geometria simples. É exatamente por isso que eu suspeito que a tela de mapa de Horizon: Zero Dawn faz o meu PS4 Pro aquecer tanto, mesmo com a sua baixa contagem de triângulos".
Mark Cerny, arquiteto-chefe do PlayStation 5

"É algo contraintuitivo, mas o processamento de geometrias densas geralmente consome menos energia do que processar uma geometria simples. É exatamente por isso que eu suspeito que a tela de mapa de Horizon: Zero Dawn faz o meu PS4 Pro aquecer tanto, mesmo com a sua baixa contagem de triângulos".
Mark Cerny, arquiteto-chefe do PlayStation 5

Via: Tweak Town
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.