Créditos: Divulgação AMD

AMD anuncia Ryzen 4000 de notebooks de olho em tomar espaço da Intel

Processadores são os primeiros em 7nm e impressionam nas especificações

A AMD trouxe mais detalhes sobre sua nova geração de processadores para notebooks, os Ryzen 4000, durante um evento com a imprensa em sua sede em Austin, no Texas. Além de detalhes da microarquitetura e ganhos de performance, a empresa também detalhou mais de seus futuros produtos.

Começando do topo, a empresa apresentou o Ryzen 9 4900H, modelo topo de linha que chega no equivalente a nosso outono. É um modelo entusiasta com impressionantes oito núcleos e 16 threads, operando em 3.3GHz de clock base e chegando a 4.4GHz, tudo dentro de um TDP de 45W, o mais comum em notebooks de alta performance e modelos gamers.

A empresa também apresentou uma variação da linha H, os Ryzen 4000HS. A letra S indica modelos com TDP levemente mais baixo, nos 35W, buscando um melhor equilíbrio entre performance e aquecimento, e que vão viabilizar modelos mais finos mas de ainda alta performance como o Asus Zephyrus G14, que subiu ao palco com Lisa Su no anúncio inicial da linha 4000 de notebooks na CES 2020.

- Continua após a publicidade -

A empresa também deu detalhes de outra linha, a Ryzen 4000U. Falamos aqui de modelos operando em um TDP mais baixo, de 15W, e com isso com mais margem para as fabricantes buscarem design mais finos e leves. Apesar da restrição na dissipação de calor, a AMD traz para sua linha U modelos com altas contagens de núcleo, com o próprio Ryzen 3 já chegando com a configuração de quatro núcleos e quatro threads. 

Subindo para o modelo mais potente da linha, o Ryzen 7 4800U, temos configurações realmente impressionantes para esse segmento. O CPU tem um total de 8 núcleos e 16 threads, com boost chegando aos 4.2GHz e oito núcleos Vega operando em 1750MHz, novamente, um valor elevado para um processador que precisa entregar pouca dissipação de calor.

Já na apresentação foi apresentado o primeiro modelo com esse chip, o Lenovo Yoga Slim 7, que será dessa forma o primeiro ultrafino com oito núcleos do mercado. Os modelos U possuem um TDP variável, então a fabricante pode dimensioná-lo para aquecer menos, operando em 12W, ou subindo para até 25W dando mais margem para extrair performance adicional. O Yoga Slim 7 foi desenvolvido para lidar com o 4800U em seu modo máximo de performance, dissipando 25W.

- Continua após a publicidade -

Falando em outras especificações, o Yoga Slim 7 pesa 1,5kg, tem 1,4cm de espessura, tem suporte ao WiFi 6, traz tela IPS com suporte a FreeSync, sistema operacional Windows 10 e compatibilidade com a Alexa. O modelo chega ao mercado com preço sugerido de US$ 849.

Diferente do que acontece no segmento de desktop, com boas vendas e recuperação para os modelos da empresa, a AMD ainda tem uma dura luta para ganhar espaço no mercado de notebooks ultrafinos e também de modelos te alta performance. Atualmente a Intel domina ambos os segmentos, mesmo com os avanços da empresa desde o lançamento dos primeiros modelos com Ryzen no mercado. A expectativa da empresa é dobrar o número de notebooks gamers baseados em chips AMD, e mais de 100 novos designs baseados em processadores da empresa.

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.