Créditos: Sony

The Last of Us vai virar série na HBO com ajuda do roteirista de Chernobyl

Neil Druckmann, diretor do game, faz parceria com Craig Mazin para levar o jogo às TVs
Por João Gabriel Nogueira 05/03/2020 15:55 | atualizado 05/03/2020 15:55 Comentários Reportar erro

The Last of Us vai virar um seriado na HBO. E, para adaptar um dos games mais populares da história do Playstation, as empresas por trás do projeto parecem bem preocupadas em envolver grandes nomes na produção. Para fazer a série, Neil Druckmann, diretor do jogo, firmou uma parceria com Craig Mazin, roteirista da aclamada minissérie Chernobyl, veiculada no mesmo canal.

As informações são do Hollywood Reporter, que trouxe declarações das duas lideranças do projeto, que parecem igualmente empolgadas em levar o game para as audiências da TV. Mazin, que se diz um ávido jogador de The Last of Us, disse o seguinte:

"Neil Druckmann é, sem dúvida, o melhor contador de histórias trabalhando com vídeo games, e The Last of Us é sua magnum opus. Conseguir uma chance de adaptar esse trabalho artístico de tirar o fôlego tem sido meu sonho por anos, e estou muito honrado em fazer essa parceria com o Neil."

"Neil Druckmann é, sem dúvida, o melhor contador de histórias trabalhando com vídeo games, e The Last of Us é sua magnum opus. Conseguir uma chance de adaptar esse trabalho artístico de tirar o fôlego tem sido meu sonho por anos, e estou muito honrado em fazer essa parceria com o Neil."

Enquanto isso, a participação de Druckmann vai marcar um raro momento em que o diretor de um jogo vai ter uma posição de liderança na produção de sua adaptação para um seriado ou filme. Ele declarou que:

"Desde a primeira vez que sentei para conversar com o Craig eu fiquei impressionando tanto pela sua abordagem para narrativas quanto pelo seu amor e entendimento profundo de The Last of Us. Em Chernobyl, Craig e a HBO criaram uma obra-prima tensa, angustiante e emocional. Eu não conseguiria imaginar parceiros melhores para dar vida à história de The Last of Us como uma série para a TV"

"Desde a primeira vez que sentei para conversar com o Craig eu fiquei impressionando tanto pela sua abordagem para narrativas quanto pelo seu amor e entendimento profundo de The Last of Us. Em Chernobyl, Craig e a HBO criaram uma obra-prima tensa, angustiante e emocional. Eu não conseguiria imaginar parceiros melhores para dar vida à história de The Last of Us como uma série para a TV"

- Continua após a publicidade -

Realmente uma parceria com nomes envolvidos em Chernobyl é algo que faz muito sentido para uma adaptação de The Last of Us, em termos de tom, ambientação, realismo, etc. Além disso, o formato de série dá a oportunidade de trabalhar melhor os temas de um jogo, que é sempre consideravelmente mais extenso do que um filme consegue colocar entre 2 a 3 horas, às vezes até menos.

O seriado vai focar nos acontecimentos do primeiro game, com a possibilidade de aparecer alguma coisa em menor escala do que veremos em The Last of Us Part 2. As empresas por trás serão a HBO, Sony Pictures e Playstation Productions, tendo como produtores Carolyn Strauss, ex-presidente da HBO, e Evan Wells, atual chefe da Naughty Dog.

Via: Kotaku Fonte: Hollywood Reporter
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.