Créditos: Herman Miller

Logitech anuncia parceria com a Herman Miller para criar sua cadeira gamer

Gigante dos eletrônicos se junta à tradicional empresa de mobília para lançar produto neste ano
Por João Gabriel Nogueira 26/02/2020 16:13 | atualizado 26/02/2020 16:13 Comentários Reportar erro

A Logitech anunciou nessa semana que está se preparando para lançar sua primeira cadeira gamer, através de sua marca especificamente voltada para os games, a Logitech G. Mas a marca não quer fazer sua estreia no mercado com "qualquer" cadeira e decidiu encontrar um parceiro de peso para ajudar a entrar neste novo segmento: a tradicional Herman Miller, especializada em cadeiras, poltronas e outras mobílias há mais de 110 anos.

Ainda não foi mostrado nada sobre a cadeira, nem seu nome, mas o produto pode chegar ainda em 2020, na primavera dos EUA. O que chama a atenção também é que na declaração da Herman Miller sobre a parceria, podemos entender que talvez as empresas não façam somente um modelo de cadeira, ou que nem se limitem a apenas cadeiras:

"Nós estamos empolgados de combinar nosso estilo ergonômico e impulsionado por pesquisa com a excelência em tecnologia e inovação da Logitech G. Juntos, vamos desenvolver soluções de alta qualidade que vão oferecer aos jogadores e atletas de esports o que há de melhor em suporte e conforto."
Tim Straker, chefe de marketing da Herman Miller

"Nós estamos empolgados de combinar nosso estilo ergonômico e impulsionado por pesquisa com a excelência em tecnologia e inovação da Logitech G. Juntos, vamos desenvolver soluções de alta qualidade que vão oferecer aos jogadores e atletas de esports o que há de melhor em suporte e conforto."
Tim Straker, chefe de marketing da Herman Miller

As empresas parecem estar mirando no segmento de jogadores entusiastas com foco em performance, pelo menos para seu primeiro produto. Suas declarações comparam, por exemplo, jogadores de esports que, assim como atletas de esportes mais tradicionais, precisam do melhor equipamento para oferecer suas melhores performances. Uma cadeira desconfortável pode "atrapalhar a concentração" e impactar no desempenho do jogador. Para martelar ainda mais forte sua intenção de associar a performance ao seu assento, as companhias declararam que vão buscar feedback de times profissionais na criação de suas cadeiras. Times como os da Complexity Gaming, TSM e NaVi.

A parceria faz bastante sentido, já que uma empresa vai poder contar com a especialidade da outra e tentar entregar um produto "no meio do caminho" aliando forma e função e que tenha apelo a um público cada vez mais cobiçado por diferentes segmentos do mercado. Agora é esperar pra saber quanto vai custar uma cadeira com tanta grife envolvida.

Fonte: Engadget
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.