Créditos: Sony/ Media Molecule

Dreams, novo jogo da Media Molecule lançado para PS4, pode se tornar uma ferramenta de ensino

As diversas possibilidades de criação do game já chamaram a atenção de universidades

Dreams, o mais recente projeto do estúdio Media Molecule, chegou ao Playstation 4 há menos de uma semana mas já tem chamado bastante atenção. Amado por fãs e muito elogiado em diversas análises, o game traz várias ferramentas que oferecem infinitas possibilidades de criação. O potencial do game é tão grande, que chegou ao ponto de atrair os olhares de universidades, que pensam em introduzi-lo de alguma forma em sua grade curricular.

Em entrevista ao Metro.co.uk, Mark Haley, diretor criativo e co-fundador do estúdio britânico, falou sobre Dreams se tornar um produto educacional, que poderia auxiliar de alguma forma estudantes que aspiram uma carreira de desenvolvedor de games. Na conversa, ele diz que enxerga potencial no jogo para tal, e revelou, inclusive, já ter sido procurado por instituições de ensino.

Em um curso de design de jogos ou algo semelhante é perfeito, porque você pode criar protótipos rapidamente. É esse o ponto, [Dreams] é realmente um conjunto completo de ferramentas para fazer jogos ou filmes... e há uma curva de aprendizado, mas eu diria que é muito mais rápido do que tentar lidar todos os outros softwares que você precisaria aprender. Você tem todas essas ferramentas diferentes em um só lugar. Não são pacotes separados que você precisa descobrir como fazê-los se comunicarem uns com os outros, está tudo no mesmo lugar, usando a mesma interface.” –  Mark Haley, diretor criativo e co-fundador do Media Molecule em entrevista o Metro.uk

Em um curso de design de jogos ou algo semelhante é perfeito, porque você pode criar protótipos rapidamente. É esse o ponto, [Dreams] é realmente um conjunto completo de ferramentas para fazer jogos ou filmes... e há uma curva de aprendizado, mas eu diria que é muito mais rápido do que tentar lidar todos os outros softwares que você precisaria aprender. Você tem todas essas ferramentas diferentes em um só lugar. Não são pacotes separados que você precisa descobrir como fazê-los se comunicarem uns com os outros, está tudo no mesmo lugar, usando a mesma interface.” –  Mark Haley, diretor criativo e co-fundador do Media Molecule em entrevista o Metro.uk

Em conversa com o pessoal do Eurogamer, parte da equipe de desenvolvedores havia falado sobre a possibilidade de permitir que os jogadores vendam suas próprias criações. Ainda não há nada definido, mas a Media Molecule tem pensado a respeito.

Créditos: Youtube/ Reprodução

Enquanto estúdio define esta questão, diversos projetos tem surgido pela internet. Jogadores já “recriaram” diversos games como Fallout, Dead Space, P.T., Goldeneye 007, e muitos outros.

Via: Eurogamer Fonte: Metro.co.uk
Tags
  • Redator: Gabriel Tagarro

    Gabriel Tagarro

    Formado em jornalismo pela Universidade Castelo Branco, é apaixonado por games desde 1994, quando ganhou um Master System. Joga de tudo um pouco, seja no PC ou no console. Ama tecnologia e escreve com prazer sobre tudo que a envolve.

Qual vai ser o melhor game de abril de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.