Créditos: EA/Criterion/Ghost Games

Need for Speed voltará a ser desenvolvido pela Criterion Games

Ghost Games, responsável pelo último game da franquia, passará a ser um estúdio de apoio da Electronic Arts

Na última década, os games ligado a série Need for Speed passaram por várias mudanças e experimentos por parte da Electronic Arts (EA), sendo um dos principais motivos disso as diversas trocas de estúdios que a franquia vivenciou.

ARTIGO: Com a "bandeirada final" de 2019, listamos os jogos de corrida que mais se destacaram nessa década!

Para aqueles que imaginavam que, enfim, teríamos uma estabilidade na questão de desenvolvedora responsável por NFS, uma surpreendente notícia: A EA Games revelou hoje (12), ao site gamesindustry.biz, que os futuros jogos da aclamada franquia Need for Speed agora serão desenvolvidos pelo estúdio britânico Criterion Games.

No anúncio, a Electronic Arts diz que a Criterion será a responsável de levar a franquia NFS para os consoles de próxima geração (Playstation 5 e Xbox Series X), assim indicando que um novo game de corrida ligado a Need for Speed já está em desenvolvimento.

Com uma forte história e paixão por jogos de corrida e uma visão do que podemos criar, a equipe do Criterion vai levar o Need for Speed para a próxima geração

- Continua após a publicidade -

Para aqueles que desconhecem a história da Criterion, vamos fazer uma pequena viagem no tempo, mais precisamente para novembro de 2001: naquele ano, a desenvolvedora apresentou ao mundo Burnout!, game de corrida com foco na destruição de veículos que acabou caindo nas graças dos jogadores.

Com o sucesso da franquia Burnout, a Criterion foi adquirido pela EA Games em 2004, sendo que a partir daquele momento a empresa ficaria responsável pela publicação dos futuros games do estúdio (começando com o aclamado Burnout 3: Takedown). 

Entre 2010 e 2012, o estúdio ficou responsável também pelo desenvolvimento dos games da franquia NFS, lançando nesse tempo dois grandes reboots — Need for Speed: Hot Pursuit (2010) e Need for Speed: Most Wanted (2012).

- Continua após a publicidade -

Depois de uma grave crise, que culminou na saída dos fundadores do estúdio (Alex Ward e Fiona Sperry), a Criterion passou a dar apoio aos outros projetos da Electronic Arts, assim auxiliando no desenvolvimento de Star Wars: Battlefront, Battlefront II e Battlefield V.

Ghost Games passa a ser um estúdio de apoio da EA

Já a Ghost Games, que ficou responsável pelos últimos quatro jogos da franquia NFS (Rivals, 2015, Payback e mais recentemente Heat), voltará a se chamar "EA Gothenburg", mudança da qual ainda aguarda aprovação do governo sueco.

Segundo o gamesindustry.biz, o estúdio passará a dar suporte às outras equipes de desenvolvimento da Electronic Arts, onde de acordo com a empresa, o conhecimento da equipe sobre a engine Frostbite será "essencial para os diversos projetos em andamento".

Com isso, grande parte da equipe criativa da Ghost Games será realocada para outros estúdios parceiros da EA Games, sendo a maioria deles transferidos para a Criterion, justamente por causa de Need For Speed. Entretanto, por conta dessas mudanças, 30 desses funcionários ainda estão sob o risco de ficarem desempregados.

Atual game da franquia, Need for Speed: Heat, atualmente está disponível para Playstation 4, Xbox One e PC (via Origin).

Via: Eurogamer.pt Fonte: gameindustry.biz
Tags
  • Redator: Pedro Henrique

    Pedro Henrique

    Formado em Informática e tecnólogo em Jogos Digitais, amante de games (principalmente os de corrida), curte uns hardwares e assim como Pink e o Cérebro, buscando o plano para dominar o mundo.

Escolha um lado:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.