Créditos: Tomohiro Ohsumi/Bloomberg

Indústria de semicondutores tem sua pior queda desde 2001

Indústria foi prejudicada pela guerra comercial entre os Estados Unidos e a China
Por Fabio Rosolen 10/02/2020 11:07 | atualizado 10/02/2020 11:07 Comentários Reportar erro

A indústria de semicondutores sofreu no ano passado sua pior queda anual em quase duas décadas, prejudicada por uma guerra comercial entre o maior produtor de chips, os Estados Unidos, e o maior consumidor, a China.

A receita caiu 12%, para US$ 412 bilhões em 2019, informou a Associação da Indústria de Semicondutores (SIA) em comunicado divulgado no último dia 3. Essa é a maior queda desde 2001, quando as vendas da indústria caíram 32% à medida que a bolha pontocom estourou.

A taxa de queda no ano passado diminuiu com as vendas crescendo ligeiramente no quarto trimestre em relação ao período de três meses anterior, disse a associação do setor. Para que isso continue, a China e os EUA precisam se basear na fase um do acordo comercial anunciado no mês passado.

"Políticas que promovam o livre comércio e garantam acesso aberto aos mercados globais são necessárias para a recuperação contínua nos próximos meses", disse John Neuffer, presidente da SIA, em comunicado.

Indústria de semicondutores tem sua pior queda desde 2001

O declínio das vendas do setor não impediu os investidores de apostar em uma recuperação futura. Em 2019, cinco das 10 melhores empresas no Índice S&P 500 foram fabricantes de chips ou empresas de chips. A AMD (Advanced Micro Devices Inc.) teve o melhor desempenho geral, subindo 148% no ano.

Chips de memória foram os mais atingidos. Os preços desses chips caíram à medida que a produção superou a demanda. A receita de memória caiu 33% em relação a 2018, liderada por declínios no setor de memória de computador.

Todas as regiões sofreram um declínio na demanda. As vendas na China, cujos consumidores e fábricas que fornecem produtos acabados para o resto do mundo representam mais de um terço do consumo global dos componentes eletrônicos, caíram 8,7%, de acordo com a SIA. As vendas nas Américas caíram 24%, a maior queda entre todas as regiões afetadas.

Fonte: Bloomberg
Assuntos
Tags
amd
  • Redator: Fabio Rosolen

    Fabio Rosolen

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.