Créditos: 1k.com.ua

Novo padrão de armazenamento UFS 3.1 promete mais velocidade, eficiência e vida útil de bateria

A versão também possui um padrão opcional JESD220-3 UFS Host Performance Booster
Por Saori Almeida 06/02/2020 15:11 | atualizado 06/02/2020 15:12 Comentários Reportar erro

JEDEC Solid State Technology Association anunciou recentemente o novo padrão de armazenamento interno Universal Flash Storage (UFS) 3.1. A nova tecnologia mantém a desempenho máximo teórico da versão 3.0, mas promete melhorias em velocidade e vida útil de bateria.

O que é armazenamento Universal Flash Storage (UFS) e quais são seus benefícios?

O UFS 3.1 chega com o código JESD220E e com um novo padrão opcional JESD220-3, também conhecido como UFS Host Performance Booster (HPB). Este padrão opcional, especificamente, permite armazenar o mapa de endereços lógico-físico do dispositivo UFS em cache na DRAM do sistema. Isso deve resultar em um desempenho de leitura aprimorado e possíveis economias de bateria -  o AnandTech até menciona que o HPB pode oferecer um desempenho de leitura até 67% mais alto.

“Para dispositivos UFS com grande densidade, o uso da DRAM do sistema fornece armazenamento em cache maior e mais rápido, melhorando assim o desempenho de leitura do dispositivo” - Trecho da publicação da JEDEC.

Outros três destaques mencionados na publicação oficial são o Write Booster, DeepSleep e as Notificações de Limitação de Desempenho (Performance Throttling Notification). O primeiro citado permite que os dispositivos de armazenamento usem uma parte do flash como um pseudo cache SLC (Single-Level Cell) para amplificar as velocidades de gravação. Já o segundo permite que o armazenamento do UFS entre em um estado de baixa energia - o que se torna especialmente  interessante para sistemas mais baratos que contam com os reguladores de tensão do UFS para executar outras funções.

- Continua após a publicidade -

Por fim, as Notificações de Throttling de Performance, que avisam quando o desempenho do armazenamento precisa ser reduzido devido a problemas de superaquecimento. 

No geral, o UFS 3.1 não traz muitas mudanças quando comparado a versão 3.0. Porém, as melhorias que apresenta o colocam ainda mais próximo dos SSDs usados em desktops e laptops.

"Desenvolvido para aplicativos móveis e sistemas de computação que exigem alto desempenho com baixo consumo de energia, o UFS 3.1 apresenta novos recursos destinados a ajudar a maximizar o desempenho do dispositivo e minimizar o uso de energia." - Trecho da publicação da JEDEC.

Espera-se que alguns dispositivos topo de linha já tragam suporte ao UFS 3.1 em 2020. As primeiras apostas giram em torno das linhas de smartphones OnePlus 8 e Samsung Galaxy Note 20.

Via: pcper, Mundo Conectado
Tags
  • Redator: Saori Almeida

    Saori Almeida

    Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.