Créditos: gamecored

AMD supera as expectativas dos analistas em seu relatório fiscal

Empresa registrou receita total de US$ 2,13 bilhões, com aumento de vendas

Recentemente a AMD divulgou os resultados do ano fiscal de 2019, juntamente com o quarto e último trimestre. O que mais chama a atenção são os números positivos que a empresa apresentou, superando as expectativas de Wall Street.

Site oficial AMD

Diferente do que se esperava, a empresa apresentou o lucro por ação não-GAAP de 32 centavos, com receita de US$ 2,13 bilhões. Segundo os analistas, a AMD deveria encerrar o ano com lucro por ação de 31 centavos de dólar, totalizando uma receita de US$ 2,11 bilhões. O aumento da receita se deu principalmente pelos chips corporativos inferiores, incorporados e também os semi-personalizados (feitos especialmente para consoles). 

Em relação ao quarto trimestre, a receita não-GAAP foi de US$ 2,13 bilhões, o que significa um aumento de 50% em relação ao quarto trimestre de 2018, além de 18% em relação ao trimestre anterior. Entre os produtos de maior sucesso, que contribuíram com o aumento, estão os processadores Epyc e os GPUs Radeon, que tiveram aumento no preço, em comparação com o ano anterior. 

A grande questão que os números levantam, é o fato da AMD estar cada vez mais ganhando participação no mercado. A consequência direta é a diminuição do domínio da Intel no setor. Apesar dos números indicarem que o lado vermelho está avançando, Bob Swan, CEO da Intel, disse que a sua empresa está recuperando participação, retomando os ganhos. Mas, é impossível duas empresas estarem ganhando mais participação no mesmo nicho.

- Continua após a publicidade -

Diferente dos lucros finais, que foram maiores do que o esperado, as ações não tiveram o mesmo desempenho. O preço caiu em 3%, ficando em US$ 48,79 por ação. Apesar dos analistas estarem prevendo que esse valor seria maior, a própria AMD já confirmou que não tem altas expectativas para o primeiro trimestre, e que deve recuperar o valor com o lançamento dos próximos produtos ao longo do ano.

A AMD apresenta vantagem sobre a Intel no mercado, já que conseguiu desenvolver e manter estável seus chips em 7nm, enquanto a concorrente ainda está em 10nm. Os chips Epyc, de 7nm da AMD, já devem estar presentes em grandes data center, como o Google Cloud Platform. Isso contribui com o aumento da participação e consolidação da empresa.

“2019 marcou um marco significativo em nossa jornada de vários anos, quando lançamos e aumentamos o portfólio de produtos mais forte em nossos 50 anos de história. Entregamos significativa expansão de margem e aumento de lucratividade à medida que conquistamos participação de mercado com nossos processadores Ryzen e EPYC. Nossa execução focada e os investimentos que fizemos em nossos roteiros de computação de alto desempenho nos posicionam bem para o crescimento contínuo em 2020 e além.” - Lisa Su, CEO da AMD em comunicado

“2019 marcou um marco significativo em nossa jornada de vários anos, quando lançamos e aumentamos o portfólio de produtos mais forte em nossos 50 anos de história. Entregamos significativa expansão de margem e aumento de lucratividade à medida que conquistamos participação de mercado com nossos processadores Ryzen e EPYC. Nossa execução focada e os investimentos que fizemos em nossos roteiros de computação de alto desempenho nos posicionam bem para o crescimento contínuo em 2020 e além.” - Lisa Su, CEO da AMD em comunicado

Em geral, a AMD registrou aumento na participação da maioria dos seus chips. Isso indica que a empresa conseguiu ter um quarto trimestre muito sólido, o que dá mais incentivo para que outros investidores se interessem pela empresa, e ela consiga competir ainda mais com as suas concorrentes. "A AMD teve um Q4 muito sólido e receita recorde para 2019. Os destaques do quarto trimestre de 2019 incluíram um incrível crescimento de receita de 50%, impulsionado principalmente por desktop e laptop Ryzen e gráficos discretos Radeon, que aumentaram 69%", falou Patrick Moorhead, analista da Moor Insights & Strategy, em entrevista para a VentureBeat.

As expectativas para o primeiro trimestre de 2020 é de que a sua receita seja de cerca de US$ 1,8 bilhão. Isso representa um aumento de aproximadamente 42% ao ano. A AMD também diz que espera que a sua margem bruta não-GAAP seja de aproximadamente 46% nesse período. Os executivos se mostram empolgados para o futuro da empresa.

Via: VenturBeat
Tags
amd
  • Redator: Ana Luiza Pedroso

    Ana Luiza Pedroso

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.