Créditos: Venture Beat/ Reprodução

Emissão de carbono da indústria de jogos é equivalente à de 85 milhões de geladeiras

Um Xbox One X contribui com o equivalente a mais de 1 tonelada de emissões de carbono em oito anos
Por Gabriel Tagarro 28/01/2020 13:10 | atualizado 28/01/2020 15:48 Comentários Reportar erro

A crescente preocupação com relação às mudanças climáticas tem levado as empresas a adotarem medidas que alteram suas políticas e são benéficas ao meio ambiente. No caso da Microsoft, a companhia já disse que planeja se tornar carbono negativa –  removerá mais carbono do ar do que emite – até 2030. Um dos possíveis desafios para atingir a meta estipulada, no entanto, envolve o Xbox

Reportagem do portal Grist destaca que o console da gigante Redmond tem a maior pegada de carbono – índice que calcula a emissão de carbono direta ou indiretamente – entre todos os dispositivos da empresa, devido à quantidade de eletricidade necessária para jogar. Cada Xbox One X, por exemplo, contribui com o equivalente a mais de 1 tonelada de emissões de carbono em oito anos, e 86% disso é exclusivamente do uso do console. Os 14% restantes são de fabricação, embalagem, transporte e reciclagem em fim de vida.

Créditos: Microsoft/ Reprodução

Estudos do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley apontam que, somente nos Estados Unidos, as emissões anuais decorrentes do setor gaming (aqui incluídos consoles e PCs) equivalem a 85 milhões de geladeiras, ou 5 milhões de carros. 

- Continua após a publicidade -

A meta da Microsoft até 2050 é de remover do ambiente todo o carbono que a empresa emitiu diretamente ou por consumo elétrico desde que foi fundada, em 1975. Com relação ao Xbox especificamente, a empresa disse que continuará aprimorando os componentes de software e hardware para economizar energia, além de trabalhar para rastrear com mais precisão a pegada do Xbox e reduzir as emissões da produção e transporte.

Créditos: Microsoft/ Reprodução

"Estamos mergulhando profundamente em tecnologias que podem reduzir o consumo de energia durante cada modo de uso", disse um porta-voz da companhia ao Grist.

A Microsoft ressaltou que é complexo determinar o gasto de energia total de um console. O cálculo é altamente dependente de quais tipos de game estão rodando, além do tempo diante da tela, entre outros fatores.

- Continua após a publicidade -

Em 2015, Microsoft, Nintendo e Sony assinaram um acordo voluntário para estabelecer metas benéficas ao meio ambiente. 

Fonte: Grist
Assuntos
Tags
  • Redator: Gabriel Tagarro

    Gabriel Tagarro

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.