Créditos: Fnac | A crítica

Fim da estagnação: mercado de PCs teve crescimento anual pela primeira vez em 8 anos

A Lenovo, HP e Dell somam dois terços dos envios de 2019 - que foram 268,1 milhões no total
Por Saori Almeida 21/01/2020 16:17 | atualizado 21/01/2020 16:31 Comentários Reportar erro

O mercado de PCs vinha sofrendo um bom período de estagnação nos últimos oito anos, mas um novo relatório da Canalys mostra que o jogo pode estar virando. De acordo com a companhia de análise do mercado de tecnologia, o segmento mercadológico de computadores registrou seu primeiro ano completo de crescimento em 2019, com 268,1 milhões de máquinas entregues globalmente.

Os números representam um crescimento de 2,7% em relação a 2018. Além disso, a IDC também acrescenta que os embarques em três dos quatro trimestres do ano passado aumentaram - destaque especial para o terceiro.

"O ano passado foi um ano doido no mundo dos PCs, o que resultou em um impressionante crescimento que acabou com sete anos consecutivos de contração do mercado." - Ryan Reith, vice-presidente da IDC.

Os três principais destaques do relatório são a Lenovo, HP e Dell, que somaram a maior parte (dois terços) das vendas de PCs, notebooks e workstations. Numericamente,  a Lenovo enviou 64,8 milhões de computadores no ano passado e teve crescimento de 8,6%. Em segundo lugar, ficou a HP, que ficou perto do primeiro lugar em número de envios - 63 milhões -  e cresceu 4,7%. No terceiro lugar do pódio, temos a Dell com  46,5 milhões de PCs embarcados e crescimento de 5,3%.

- Continua após a publicidade -

Mais abaixo, a Apple ficou com o quarto lugar e a Acer, mesmo com um declínio anual de 5,3%, manteve a quinta posição.

Uma das razões para esse crescimento teria sido a migração que as empresas fizeram do Windows 7  - que não tem mais suporte oficial - para a versão mais atual do sistema operacional. Algumas previsões também mencionam incluem a Intel, que deve ajudar a manter o volume de embarques em 2020.

No entanto, o gerente de pesquisa da IDC, Jitesh Ubrani, diz que os fornecedores deste mercado não devem baixar a guarda com esse crescimento, pois o futuro dos PCs ainda é um desafio.

- Continua após a publicidade -

"Apesar da positividade em 2019, os próximos 12 a 18 meses serão um desafio para os PCs tradicionais, pois a maioria das atualizações do Windows 10 estará no espelho retrovisor e as preocupações persistentes com a falta de componentes e as negociações comerciais serão resolvidas." - Jitesh Ubrani, gerente de pesquisa da IDC.

Segundo Rushabh Doshi, Diretor de Pesquisa da Canalys, é improvável que 2020 apresente o mesmo crescimento do ano passado, pois fatores macro-econômicos ainda influenciam bastante o mercado de PCs. Outras tecnologias como a conexão 5G e telas dobráveis devem começar a esquentar um pouco as coisas, mas estas últimas não prometem uma demanda significativa até a segunda ou terceira geração de dispositivos - quando devem provar sua durabilidade. A 5G, por sua vez, ainda precisa de um ecossistema desenvolvido para se tornar mainstream.

"A adoção geral da 5G e displays dobráveis ainda está a uns bons dois ou três anos de distância." - Rushabh Doshi, Diretor de Pesquisa da Canalys.

Via: Gizmochina Fonte: Canalys
Tags
  • Redator: Saori Almeida

    Saori Almeida

    Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.