Créditos: Intel

Intel lança engine de Ray Tracing de código aberto OSPRay 2.0

Motor se baseia no processamento da CPU para acelerar o cálculos dos raios de luz

A Intel lançou a versão 2.0 da sua engine de Ray Tracing de código aberto, a OSPRay, que chega com uma série de melhorias e novidades. De acordo com a companhia norte-americana, a tecnologia proporciona um motor de Ray Tracing aberto, escalável e portátil para renderizações aceleradas pelo processador.

A tecnologia pode ser utilizada para implementar oclusão ambiental, sombreamento, iluminação global com materiais baseados em propriedades físicas e renderização volumétrica. Segundo o site Tom's Hardware, o OSPRay ainda pode ser rodado em grandes sistemas com distribuição de memória, além de suportar o mais recente conjunto de instruções AVX-512 – como parte do modelo de programação oneAPI da Intel.

Site oficial: Intel OSPray

As notas do patch apontam as melhorias trazidas pelo OSPRay versão 2.0, com destaque para o aprofundamento do uso da Intel Open Volume Kernel Library (Open VKL). A promessa é que essa mudança irá permitir uma amostragem de volume amplamente melhorada, assim como trazer novos recursos de renderização e melhor desempenho.

A atualização ainda vem com o Intel Open Image Denoise e a versão mais recente do Embree, a coleção de kernels de Ray Tracing de alto desempenho da Intel. Ela também traz como novidade uma granularidade da hierarquia dos objetos na cena, o que permite uma maior flexibilidade e evita potenciais duplicações de objetos.

- Continua após a publicidade -

"O OSPRay proporciona capacidades de renderização escaláveis projetadas para aplicações de Visualização Científica. Efeitos de shading avançados como oclusão ambiental, sombras e transparência podem ser renderizadas interativamente para permitir novos insights com enorme quantidade de dados".
Comunicado Oficial da Intel

"O OSPRay proporciona capacidades de renderização escaláveis projetadas para aplicações de Visualização Científica. Efeitos de shading avançados como oclusão ambiental, sombras e transparência podem ser renderizadas interativamente para permitir novos insights com enorme quantidade de dados".
Comunicado Oficial da Intel

Via: Tom's Hardware
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.