Receita de jogos mobile deve ultrapassar US$ 100 bilhões em 2020

Setor pode quebrar recorde histórico de faturamento neste ano
Por Mariela Cancelier 16/01/2020 17:21 | atualizado 16/01/2020 17:25 Comentários Reportar erro

A receita total da indústria de jogos eletrônicos mobile deve ultrapassar a marca de US$ 100 bilhões este ano e quebrar o recorde histórico do segmento, segundo previsões da empresa App Annie. O relatório "State of Mobile 2020" mostra que a área de games para dispositivos móveis teve uma receita de US$ 90 bilhões em 2019, um valor 59% maior do que em 2018. Agora, espera-se que mais uma vez o setor ultrapasse a marca anterior e chegue a um novo patamar. 

O consumo de 90 bilhões de dólares em jogos mobile representa cerca de 56% de toda a faturação da indústria dos jogos. Ou seja, os jogadores gastaram mais dinheiro em games para dispositivos moveis do que em jogos para PC ou consoles.

Ainda de acordo com as pesquisas sobre o ano anterior, o ramo de mobile gaming consumiu 2.4x mais tempo do usuário do que foi dedicado para navegar em computadores. Além disso, pessoas destinaram 2.9x a mais de seu tempo para jogar no celular se comparado com as durações de gameplays em consoles

Os jogos mais populares de 2019
Os downloads mostram que 47% dos jogos baixados para celular são games arcade, seguido dos jogos puzzle com 21%. No geral, esses jogos casuais representaram 82% dos downloads para celular. O resto da porcentagem fica para outros tipos de jogos, mas além de apenas representar 18% dos títulos baixados, eles foram os principais games jogados durante o ano de 2019. Esses jogos que fazem parte dos 18% na parte de downloads foram os mais jogados, representando 55% do tempo gasto em games mobile. 

Abaixo você confere a tabela preparada pelo App Annie mostrando os jogos mais populares em cada país. No Brasil, o campeão foi o battle royale Free Fire

- Continua após a publicidade -

Fonte: Game Industry
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.