IBM atinge volume quântico de 32, novo marco de desempenho

Primeiros computadores quânticos comerciais IBM Q System One serão instalados em duas universidades

A IBM anunciou durante a CES 2020 que atingiu um novo marco de desempenho com um Volume Quântico (QV) de 32, mostrando a potência da tecnologia. Quanto maior o volume, mais poderoso é um computador quântico e, consequentemente, maior o número de qubits, conectividade e tempos de consistência e eficiência do compilador de software de circuito. Desde 2016 a empresa vem dobrando todos os anos o volume quântico de seus sistemas.

Conforme a tecnologia avança, maior é a complexidade dos problemas que os computadores quânticos podem solucionar, como realizar simulações químicas maiores e mais precisas.

Na CES 2020, também foi anunciado que a rede de colaboração IBM Q Network inclui 100 organizações em vários setores, incluindo companhias aéreas, automotivo, bancário e financeiro, energia, seguros, eletrônicos, startups e instituições acadêmicas e governamentais. 

A IBM está trabalhando com seus parceiros do IBM Q Network para aplicar a computação quântica com o objetivo de resolver os principais problemas da sociedade, à medida que entramos na era quântica e vemos esses computadores começarem a ter um impacto além do ambiente de laboratório”, declarou Dario Gil, diretor da IBM Research.

- Continua após a publicidade -

A empresa também anunciou que vai realizar a instalação dos dois primeiros computadores quânticos comerciais IBM Q System One em duas universidades: na instituição alemã de pesquisa aplicada Fraunhofer-Gesellschaft e na Universidade de Tóquio. Ambos os computadores foram projetados para promover pesquisas em todo o país e com objetivo de oferecer um programa educacional global. A IBM espera que universidades, indústria e governo colaborem utilizando a solução de computação quântica além de promover novas oportunidades econômicas.

Via: Guru3D Fonte: IBM
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.