Monster Hunter World Iceborne no PC lembra os bons tempos das expansões, antes dos DLCs

Novo mapa, novos monstros e uma grande quantidade de conteúdo para um game já enorme

Normalmente o Adrenaline não faz análises de conteúdo extra e DLC, mas a expansão Iceborne para Monster Hunter World certamente não é um conteúdo extra "normal". Então decidi que é válido escrever algumas opiniões sobre esse "puxadinho" que chegou recentemente à versão para PC do jogo de caçar monstros da Capcom. Aspectos mais aprofundados da jogabilidades, gráficos e áudio foram tratados na análise do game, então nesta coluna vou focar unicamente nas novidades trazidas por Iceborne, partindo do princípio que meu leitor já conhece Monster Hunter World e suas mecânicas.

Bem-vindo a Seliana

Antes de mergulharmos na Fronteira Glacial, o novo mapa trazido por Iceborne, vamos falar um pouco de Seliana, a "Astera gelada". É natural que a expansão traga uma nova cidade "hub" para o game, mas Seliana não deixa de ser um lugar só porque já era esperada. Além de todas as atividades padrão que já encontramos em Astera, o novo acampamento traz personagens inéditos e mais atividades para o caçador. Dá pra brincar, por exemplo, com uma máquina a vapor em troca de alguns itens de brinde, que é basicamente um mini-game de QTE com um pouco de adivinhação, mas tem Amigatos envolvidos no processo, então tudo melhora.

Seliana traz também um novo quarto para o caçador com muitas opções novas de customização. Dá pra escolher diferentes decorações e até texturas e cores para alguns de seus móveis, além de povoar diversas áreas do quarto com seus mascotes.

Uma outra adição que pode ser interessante pros colecionadores é o "kit de observação", que é basicamente uma câmera fotográfica que vem com missões para fotografar momentos específicos de uma lista. É o tipo de atividade extra completamente dispensável, mas divertida, que permeia MHW e torna este game tão especial.

Descobrindo novas fronteiras

A Fronteira Glacial é um mapa imenso cheio de segredos e monstros para descobrir. E a hostilidade das terras geladas vai fazer jogadores veteranos se sentirem como novatos. É necessário ter terminado a campanha principal do game e estar no rank elevado antes mesmo de poder partir para o DLC, mas ainda assim é bom se preparar para um desafio.

Além de enfrentar os difíceis novos monstros e versões diferenciadas de velhos conhecidos, o jogador precisa enfrentar o clima e gerenciar a temperatura do corpo do caçador. O que significa estar sempre carregando o item Bebida Quente para aquecer o personagem e evitar gasto de estamina pelo frio. Na verdade é relativamente simples de se fazer, mas é um fator a mais pra se gerenciar que pode complicar caçadas difíceis.

Novas mecânicas e recursos para explorar no maior mapa do game até agora, cheio de áreas diferentes e segredos para descobrir. A Fronteira Glacial traz bem a ótima sensação de mapa inexplorado que temos no início do game original.

Monstros novos e novos velhos monstros

Claro que o principal destaque do DLC para os fãs de Monster Hunter são as criaturas que dão nome ao game: os monstros. Iceborne introduz uma coleção de serpes inéditas, além de criar versões "alternativas" para antigos preferidos. É o caso, por exemplo, do Tobi-Kadachi Vípero, que me deu uma surra durante o gameplay ao vivo da expansão

Os monstros são bem desafiadores e não podem ser subestimados. Mesmo com uma versão avançada e melhorada de armaduras de rank mestre, alguns monstros vão conseguir emplacar um "one-hit kill", dependendo das condições - algo especialmente complicado em missões com um número máximo de desmaios. E muita dessa dificuldade vem do Rank Mestre, que vamos comentar em seguida.

Vale mencionar que os monstros novos não aparecem somente na Fronteira Glacial, dando uma boa desculpa para retornar a velhos mapas e descobrir os recursos de Rank Mestre disponíveis por eles também, além de explorar suas novas habilidades em diferentes ambientes.

Faça seu mestrado em caça de monstros

Dentre todas as novidades, o Rank Mestre é facilmente o que mais vai acrescentar horas ao seu jogo. Assim como acontece com o Rank Elevado em certa altura da campanha, o Rank Mestre traz versões mais fortes de todos os monstros e equipamentos e armas ainda mais poderosos que podem ser forjados usando os recursos obtidos por eles.

Além do desafio extra e armas mais fortes, os caçadores vão ter um incentivo extra vindo do mundo fashion. No Rank Elevado algumas armaduras já ganham uns detalhes diferentes de suas versões tradicionais, mas no Rank Mestre, como o conteúdo é parte da expansão gelada, os designs ficam bem diferentes, inclusive seguindo a temática do frio em muitos casos. Então é toda uma coleção de novos visuais pra escolher e deixar os complecionistas malucos.

Os monstros do Rank Mestre e inéditos não aparecem apenas na Fronteira Glacial, dando ainda mais motivos para revisitar velhos mapas, recolher recursos inéditos do novo rank e enfrentar desafios renovados!

Truques novos pra um cachorro velho

Outra parte bem interessante de Iceborne é que a expansão não apenas aumenta ou modifica o que já conhecemos, mas introduz também novos elementos de gameplay propriamente dito, com habilidades inéditas para os caçadores - a começar pela Clutch Claw.

A garra traz uma variedade de manobras para o jogador dominar enquanto caça os novos monstros. Aliado a isso, temos a introdução da habilidade de usar o estilingue com todas as armas, não apenas com a Faca de Caçador. Assim, a Clutch Claw pode ser disparada a qualquer momento sem a necessidade de embainhar sua arma, bem como as diferentes munições do estilingue. Essas pequenas diferenças por si só já podem mudar bastante o estilo de caçada dos jogadores e, quem sabe, até incentivar experimentar uma arma nova.

Também temos outras novidades divertidas, como a possibilidade de montar um Atacauda! Monstros pequenos que normalmente poderiam ser montados pelos Amigatos, como os Jagras, Girros, Shamos, etc, agora podem ser montados pelo caçador também.

Conclusão

Monster Hunter World Iceborne é o tipo de DLC que dá saudade de uma época que este termo nem era usado, e chamávamos esse tipo de conteúdo extra de "expansão". O game realmente se expande com a adição de Iceborne, o Rank Mestre, as novas habilidades, equipamentos, etc, são coisas que não impactam somente Seliana e a Fronteira Glacial, mas todo o jogo. Dá pra acrescentar várias horas, principalmente para os jogadores mais fanáticos.

ANÁLISE: Monster Hunter World

Para essas pessoas, jogadores que já somaram centenas de horas no game, Iceborne vale o preço cheio, porque vai proporcionar outras centenas de horas de gameplay, certamente. Pro pessoal que curtiu Monster Hunter World, mas não chegou a mergulhar de cabeça nesse nível de profundidade, talvez vale mais a pena esperar uma promoção. Por maior que seja a quantidade de conteúdo, Iceborne não é barato e dá pra comprar jogos completos com o valor, alguns muito bons, inclusive. Então, pra quem não pretende extrair horas e mais horas de caçadas em Iceborne, dá pra esperar uma promoção, que a expansão ainda vai valer muito a pena.

Monster Hunter Iceborne está disponível no PC, PS4 e Xbox One.

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você prefere?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.