Créditos: AMD

AMD quebra recorde de quase 20 anos e atinge maior valor de suas ações desde o último split

Com a nova alta histórica a empresa atualmente lidera junto com a Apple como ações com melhor desempenho da NASDAQ

A AMD quebrou seu recorde pessoal de valor de suas ações no mercado, que atingiram a marca de US$ 49.18 por ação às 15:15 de hoje, 02 de janeiro de 2020 considerando o ajuste de splits. A marca anterior foi equivalente a US$ 47.50 por ação em 21 de junho de 2000, valor já corrigido após o split 2-1 impulsionado por esta alta e efetivado no dia 08 de agosto do mesmo ano, desconsiderando a inflação.

A nova alta do papel da empresa fundada em 1969 e que abriu o capital em 21 de março 1983 reflete a crescente confiança que o mercado deposita no portfolio de produtos que a AMD vem lançando, especialmente os novos processadores Ryzen 3000 com arquitetura Zen 2, apresentando um desafio a altura em todos os segmentos para a Intel que até pouco tempo operava com folga. Soma-se a isto a aproximação cada vez maior do anúncio oficial das arquiteturas Zen 3 e Zen 4, já previstas no roadmap da empresa, demonstrando a capacidade da empresa de entregar inovações constantes e cumprir as metas estabelecidas, garantindo boa confiabilidade dentro mercado financeiro.

Se comparado ao momento da sua última alta histórica, o cenário mudou consideravelmente para a AMD. Em março de 2000 a empresa havia lançado o primeiro processador de 1GHz, o Athlon 1000, que competia diretamente com a arquitetura NetBurst da Intel, e que não se comparava nem de longe ao lançamento da AMD nem em preço, eficiência energética ou desempenho. A empresa havia lançado também sua primeira plataforma com multiprocessadores, o Athlon MP, buscando competir com a Intel no mercado de data centers.

- Continua após a publicidade -

A AMD enfrentou inúmeros altos e baixos nos anos seguintes, e tendo um breve momento de  holofotes no mercado financeiro em 2006, quando atingiu um pico de aproximadamente US$ 35 durante os bons anos dos chips Opteron para data centers, que garantiram à empresa praticamente 25% do mercado total de data centers entre 2006 e 2007. Após esse período a série Intel Core começou a virar o jogo até o fatídico lançamento da linha Bulldozer em 2011, fatos que combinados quase levaram a AMD à falência em 2016.

Até que a arquitetura Zen chegou, com seu anúncio oficial em agosto de 2016 e detalhamento poucos dias depois. Desde seu lançamento oficial, a arquitetura Zen teve uma evolução constante e consideravelmente rápida, especialmente quando levamos em consideração os ciclos de atualização que a Intel havia estabelecido durante seus anos de dominância do mercado.

O maior potencial da AMD talvez esteja na retomada pouco a pouco de sua parcela do mercado de data centers, com os novos processadores EPYC Rome. Com a nova litografia em 7nm, apesar de ter enfrentado alguns desafios para atender a demanda, movimentos recentes de representantes da empresa indicam que já está havendo um ajuste para aumentar a capacidade de abastecimento do mercado, minimizando essa questão agora em 2020.

- Continua após a publicidade -

Enquanto isso a Intel continua lutando para atualizar sua litografia de 14nm para os 10nm anunciados anos atrás, o que corrobora para garantir a AMD uma situação quase perfeita para um ganho ainda maior de mercado. A empresa liderou junto com a Apple o ranking de ações com melhor desempenho pelos últimos dois anos e a alta de hoje pode indicar um bom embalo, possivelmente relacionado aos anúncios da CES 2020, que devem dar um vislumbre do futuro dos produtos da empresa nos próximos anos, e influenciar novos movimentos de investidores.

Via: TechPowerUp
Assuntos
Tags
  • Redator: Daniel Trefilio Carvalho

    Daniel Trefilio Carvalho

    Formado em Letras pela Universidade Estadual de Campinas, professor, tradutor e revisor. Nas horas vagas, instalando impressora e formatando PCs desde os tempos que Alone In The Dark era um jogo bom e ocupava 4 disketes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.