Créditos: Tom's Hardware

Entrelaçamento Quântico é usado para transferir dados entre dois chips

Cientistas concluem experimento com tecnologia que foi chamada de "fantasmagórica" por Einstein
Por Carlos Felipe Estrella 28/12/2019 15:54 | atualizado 28/12/2019 19:01 Comentários Reportar erro

Cientistas britânicos e dinamarqueses conseguiram utilizar com sucesso a técnica de entrelaçamento quântico para obter o que pode ser chamado de teleportação de dados quânticos entre dois chips. Esse é um método que ainda está em fase inicial de desenvolvimento e não há uma maneira de utilizá-lo em ampla escala.

Mesmo assim, trata-se de algo que pode abrir o caminho para algo hoje considerado impossível pelas teorias mais aceitas do campo da física: a transferência de dados acima da velocidade da luz. Essa é uma tecnologia que o famoso físico alemão Albert Einstein classificou como "ação fantasmagórica à distância".

Isso porque, usando o entrelaçamento quântico, duas partículas passam a compartilhar o mesmo estado quântico, independente da distância entre elas. Ou seja, quando você manipula a partícula A, os efeitos dessa mudança poderão ser medidos na partícula B de maneira instantânea.

Teoricamente, isso pode ser feito com as partículas estando separadas por anos-luz de distância, o que permitiria uma transferência de dados acima da velocidade da luz. O que, claro, iria contra conceitos amplamente aceitos hoje no campo da física, como o teorema da Não-Comunicação, por exemplo.

Os testes realizados pela Universidade de Bristol e a Universidade Técnica da Dinamarca obtiveram 91% de sucesso no transporte dos dados. O que é um valor impressionante para uma transmissão bruta. Com o uso de pacotes de dados e métodos de hashing seria possível atingir uma taxa de sucesso ainda superior.

- Continua após a publicidade -

"A principal demonstração foi a de um experimento de teleportação entre dois chips, onde o estado quântico individual de uma partícula é transmitido através de dois chips depois que uma medição quântica é realizada. Essa medição se aproveita do estranho comportamento da física quântica, que, ao mesmo tempo, faz colapsar a ligação de entrelaçamento e transfere o estado da partícula para outra partícula que está no chip receptor".
Dan Llewellyn, pesquisador da Universidade de Bristol

"A principal demonstração foi a de um experimento de teleportação entre dois chips, onde o estado quântico individual de uma partícula é transmitido através de dois chips depois que uma medição quântica é realizada. Essa medição se aproveita do estranho comportamento da física quântica, que, ao mesmo tempo, faz colapsar a ligação de entrelaçamento e transfere o estado da partícula para outra partícula que está no chip receptor".
Dan Llewellyn, pesquisador da Universidade de Bristol

Via: Tom's Hardware Fonte: Nature Physics
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.