Litografia de 3nm da TSMC pode chegar em 2022, um ano antes do esperado

Com o lançamento antecipado, empresa teria vantagem ainda maior sobre Intel e Samsung
Por Mariela Cancelier 06/12/2019 19:15 | atualizado 06/12/2019 19:33 Comentários Reportar erro

A TSMC (Taiwan Semiconductor Manufacturing Company) declarou que poderá lançar chips na litografia de 3nm já no ano de 2022, um ano antes do que estava programado pela própria a empresa. A companhia publicou um relatório de planejamento que mostra que o andamento de suas fábricas está se desenvolvendo melhor do que o esperado. A litografia "atual" da empresa é a de 7nm, introduzida pela AMD em seus processadores Ryzen.

Como reportado no site DigiTimes, a TSMC adquiriu 30 hectares de terra no Southern Taiwan Science Park, em Taiwan. Essa área deve ser utilizada para a construção das fábricas responsáveis por produzir os possíveis primeiros processadores do mercado em litografia de 3nm. Ou seja, a companhia já começou a preparar o terreno, literalmente, para os 3nm.

De acordo com a TSMC, dispositivos com o novo tamanho de chips já devem chegar ao mercado no segundo semestre de 2022. Ou seja, se as previsões da TSMC estiverem corretas, é possível que smartphones da Apple, por exemplo, estejam disponíveis para venda com processadores de 3nm nessa época. Além da Apple, a TSMC tem outros clientes de peso como a AMD e a Nvidia, mas até agora a AMD não confirmou que vai utilizar chips menores em seus produtos  (5 nm, por exemplo) até pelo menos 2021.

- Continua após a publicidade -

De qualquer forma, teremos que aguardar as previsões e fabricações da TSMC para confirmar em quais produtos os chips de 3nm vão fazer sua estreia. Recentemente, a disse para seus investidores que faria um aumento expressivo em seu investimento dedicado à produção de componentes de 5nm e 7nm, o que de fato aconteceu. A empresa investiu a mais cerca de US$ 4 bilhões na fabricação dos componentes com essas litografias. Não sendo por menos, a Taiwan Semiconductor Manufacturing Company foi considerada como a empresa mais valiosa de Taiwan, com valor de mercado aproximado em 1 trilhão de reais (237 bilhões de euros).

Em 2015, a Lei de Moore (que previu que os chips iriam dobrar o número de transistores todo ano, sem aumentar custos) completou 50 anos. O Adrenaline preparou um artigo com infográficos para explicar a principal profecia do mundo da tecnologia. Você pode ler o artigo aqui neste link.

Via: Mundo Conectado
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.