Créditos: Wired

Flopou? Lançamento do Stadia não superou expectativas da Google, diz rumor

Serviço não teria alcançado os números previstos de compra antecipada

O serviço de streaming de games Stadia chegou oficialmente nesta terça-feira, 19, mas a adoção inicial da plataforma não teria sido tão boa quanto o esperado pela Google. De acordo com o jornalista Jason Schreier, editor do Kotaku e que possui fontes dentro da companhia, a novidade não conseguiu alcançar os números de pré-venda desejados.

Disponível apenas em 14 países, o Stadia teve um lançamento bastante limitado. Além de trazer um catálogo com poucos jogos e que podem ser comprados com preços similares aos dos consoles, a plataforma só está disponível para os usuários que adquiriram o pacote que inclui três meses da assinatura Pro, que dá suporte para rodar jogos em 4K e 60 frames por segundo.

"Google Stadia está disponível hoje, e já está parecendo um flop monumental", diz o jornalista no Twitter. "Eu ouvi de uma pessoa envolvida que as vendas antecipadas ficaram abaixo das expectativas"

Antes da chegada oficial do streaming de games, muitos veículos de mídia que receberam acesso ao serviço para testes e acabaram reclamando de certos aspectos da plataforma, como é o caso do tempo de resposta entre o pressionar do botão e a ação no game. Por causa das limitações na disponibilidade e a presença de problemas técnicos, especialistas de mercado até estão considerando o estado atual do Stadia como um "beta", enquanto o verdadeiro lançamento ocorreria em 2020, quando a versão gratuita da plataforma será liberada. 

"No momento [o Stadia] não representa competição para as empresas de consoles ou PC", explica Piers Harding-Rolls, chefe de pesquisa em games da IHS Markit. "Neste ponto, trata-se de colocar o produto no mercado e levá-lo aos consumidores".

- Continua após a publicidade -

Mais uma cova no cemitério da Google?

Apesar de ter sido a principal fonte do suposto "flop monumental" do Stadia, Jason Schreier também acredita que o serviço deve se recuperar e possivelmente não vai parar no cemitério de negócios da Google que fracassaram. De acordo com o jornalista, a gigante da web possivelmente não vai desistir facilmente da plataforma, já que investiu pesado em infraestrutura e está montando estúdios para produzir games exclusivos.

Ainda assim, o jornalista aponta que a empresa pode acabar fazendo mudanças para tornar a plataforma atraente, como oferecer preços mais competitivos. "É preciso se adaptar, mesmo que isso signifique perder alguns dos maiores jogos AAA", diz Schreier no Twitter.

Via: VG247, WccFTech, AP
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Qual a sua marca de mouses para jogos favorita? - Pesquisa de Periféricos 2020

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.