Créditos: Crytek

Crytek lança Neon Noir benchmark com Ray Tracing - BAIXE AQUI

Benchmark mostrará uma pontuação baseada no desempenho do sistema
Por Gabriel Tagarro 14/11/2019 08:01 | atualizado 14/11/2019 09:53 Comentários Reportar erro

A Crytek causou “rebuliço” e surpreendeu durante a GDC 2019 ao exibir uma demonstração da CryEngine com aplicação de ray tracing em tempo real rodando em uma Radeon Vega 56. Oito meses se passaram, e a desenvolvedora agora anuncia que a Neon Noir está disponível para todos que queiram testar a aplicação em suas próprias máquinas.

DOWNLOAD - Neomn Noir Benchmark

O benchmark, que pode ser baixado aqui, foi desenvolvido em uma versão personalizada do CryEngine 5.5 com a implementação de um recurso experimental baseado na ferramenta Total Illumination, permitindo assim que o ray tracing seja executado na maioria das GPUs AMD e NVIDIA mais recentes.

De acordo com a Crytek, a ferramenta dará uma pontuação em quase todas as configurações possíveis, contudo, há requisitos “mínimos” recomendados para a Neon Noir, que são: 

Requisitos mínimos recomendados:

- Continua após a publicidade -
  • AMD Ryzen 5 2500X CPU/Core i7-8700
  • AMD Vega 56 8 GB VRAM/Nvidia GTX 1070 8 GB VRAM
  • 16 GB System Ram
  • Win 10 x64
  • DX11

A ferramenta dará uma pontuação em quase todas as configurações possíveis

O benchmark traz uma configuração que permite a alteração da qualidade do ray tracing entre Muito Alto e Ultra. Ao executar na configuração Ultra, por exemplo, os reflexos em ray tracing são renderizados na mesma resolução da cena. Ao executar na configuração Very High, é ajustado um valor – chamado de LowSpecMode – que reduz a resolução desses reflexos, causando menos impacto no desempenho e economizando custos de renderização, mas ainda entregando um belo efeito.

A Crytek explica que o valor LowSpecMode é 0 para a configuração Ultra, e 1 para o Muito Alto. Uma cena renderizada em 1920x1080 com um valor LowSpecMode igual a 1 resultará em reflexos com ray tracing em uma resolução de aproximadamente 1357x763. Segundo a desenvolvedora, quando o recurso for lançado, os desenvolvedores poderão ajustar esse valor para atingir o nível de desempenho desejado para cenas específicas e/ou controlar o desempenho do ray tracing para os usuários como parte das configurações gráficas.

A tecnologia será oficialmente implementada na CryEngine em 2020, já otimizada para tirar proveito dos recursos oferecidos pelas GPUs mais novas. Entre as APIs suportadas, a Crytek menciona Vulkan e DX12.

Fonte: Crytek
Tags
  • Redator: Gabriel Tagarro

    Gabriel Tagarro

    Formado em jornalismo pela Universidade Castelo Branco, é apaixonado por games desde 1994, quando ganhou um Master System. Joga de tudo um pouco, seja no PC ou no console. Ama tecnologia e escreve com prazer sobre tudo que a envolve.

Em um remake, você quer:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.