Créditos: Diego Kerber/Adrenaline

Death Stranding será exclusivo da Epic Store? Game será publicado no PC pela 505 Games

Empresa que distribuirá o game não comentou sobre o assunto, mas já recebeu US$ 10 milhões da Epic em contrato por Control

Depois de muitos rumores e especulações, a Kojima Productions finalmente anunciou que Death Stranding realmente será lançado no PC. O título estará disponível na plataforma só em 2020, mas, com o fim da exclusividade do PS4, agora surge outra pergunta: a nova obra de Hideo Kojima seguirá o padrão de grandes lançamentos e será vendido por tempo limitado somente na Epic Games Store?

A Kojima Productions não comentou sobre o assunto, mas revelou que o título será publicado nos computadores pela 505 Games. Em um comunicado, a companhia não deu detalhes sobre a distribuição do jogo na plataforma, mas prometeu que mais informações serão revelados em um futuro próximo.

"Estamos extremamente empolgados e honrados por trabalhar com a equipe talentosa da Kojima Productions e por trazer Death Stranding para jogadores de PC em todo o mundo", disse o co-fundador da 505 Games, Raffi Galante. "O game levará os jogadores a uma experiência completamente original que encantará os usuários de PC em todos os lugares".

Empresa recebeu US$ 10 milhões pela exclusividade de Control

Ainda não temos detalhes oficiais sobre as lojas que devem vender Death Stranding, mas a 505 Games já tem um histórico de contratos com a Epic Games Store. A Digital Bros, empresa que comanda a publisher, deixou escapar em um relatório fiscal que a exclusividade de Control rendeu cerca de US$ 10,5 milhões para os cofres da companhia.

Com esse montante, a dona de Fortnite garantiu um ano de exclusividade para o game. O contrato limitou a distribuição do jogo no PC e acabou deixando os fãs da desenvolvedora Remedy que usam o Steam desapontados, mas com certeza foi um bom negócio para as empresas envolvidas. A produção de Control teve um orçamento estimado de até US$ 32 milhões, o que já mostra quão alto foi o valor oferecido pela Epic Games em comparação ao que foi gasto na concepção do produto.

- Continua após a publicidade -

Além disso, a loja oferece melhores comissões para os desenvolvedores do que os concorrentes, apesar de pecar com a ausência de certas funcionalidades para usuários. Enquanto o Steam fica com 30% dos lucros de um game, a Epic cobra uma taxa de 12% pelo uso da sua plataforma, valor que também inclui as tarifas da Unreal Engine 4 para jogos feitos com a tecnologia. 

Apesar das vantagens na parte de grana, algumas desenvolvedoras acabam não cedendo para as ofertas da gigante do Fortnite para alcançar mais jogadores. A Rockstar Games, por exemplo, lançará Red Dead Redemption 2 com apenas um mês de exclusividade na Epic Store, um período consideravelmente curto em comparação ao contrato feito pela 505 Games com Control.

Considerando que Hideo Kojima e sua equipe já romperam o laço de exclusividade com a Sony, será que a 505 Games vai repetir os padrões de Control no lançamento de Death Stranding no PC? O que você pensa sobre o assunto? Deixe sua opinião nos comentários!

  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Pra você, quem merece o GOTY?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.