Créditos: Illfonic/TheSixthAxis

BGS 2019: Apesar das falhas, Predator: Hunting Grounds faz o "arroz com feijão" e tem potencial para evoluir

Demonstração disponível na feira tem problemas graves de otimização, mas mostra alguns pontos positivos
Por Pedro Henrique 11/10/2019 17:00 | atualizado 18/10/2019 15:09 Comentários Reportar erro

Ao lado de Final Fantasy VII, Iron Man VR e o game dos Vingadores, outro game inédito disponível para jogar no estande da Playstation é Predator: Hunting Grounds, jogo que vem sendo desenvolvido pela Illfonic com apoio da Sony Interactive Entertainment.      

Apesar de levar o nome de um dos personagens mais icônicos do cinema, o game não atraia tanta atenção do público, onde de certa forma consegui reservar com facilidade um horário para experimentar o jogo.

Credítos na imagem - GamesRadar+

Após iniciar o game, algo que me assustou muito foram os graves problemas de framerates que o jogo enfrentava. Era notório as quedas bruscas de frames, e isso de certa forma atrapalhava na experiência do jogo. Outra coisa que me desagradou muito foi o efeito de motion blur, ou borrão, extremamente exagerado. Porém, isso não será relevado por agora pelo fato do game estar ainda em sua fase Pré-Alpha, assim a desenvolvedora deverá corrigir esses problemas antes do lançamento oficial do game.

Já falando da gameplay, acabei jogando como um dos quatro soldados enviados para cumprir alguns objetivos no mapa, sendo a última delas fugir em um helicóptero sem ser morto pelos inimigos ou pelo Predator. O jogo é basicamente andar, matar alguns inimigos e realizar as ações que eram indicadas na missão (ativar um gerador, defender um satélite, destruir um satélite, etc), porém, sempre tendo atenção principalmente ao Predator, que possuía algumas habilidades especiais como invisibilidade e a possibilidade de se locomover entre as árvores.

A jogabilidade é bastante arcade, e a sensação de trocação de tiro com os inimigos mais simples era de certa forma prazerosa. Os comandos, ações e objetivos eram indicados de forma muito clara, assim o aprendizado do game era relativamente fácil.

- Continua após a publicidade -

Algo que me agradou foi durante o momento que fiquei sozinho no mapa contra o Predator, visto que os outros três jogadores que controlavam os soldados foram abatidos. A sensação de que a qualquer momento você podia ser encontrado e morto pelo Predator é muito interessante, o que faz você ficar atento a qualqer movimento para evitar surpresas.

Credítos na imagem - Critical Hit

Para minha sorte, acabei conseguindo reviver todos meus aliados através de um ponto do mapa que permite que os soldados abatidos voltem ao jogo, assim tornando a última parte do jogo mais fácil de concluir e garantindo a vitória para os soldados.

No fim, apesar dos problemas, o game parece ter um potencial muito interessante, onde a Illfonic pode sim entregar um jogo que irá agradar principalmente aqueles que gostam de um jogo cooperativo aos moldes de Dead by Daylight ou Evolve.

Predator: Hunting Grounds tem previsão de lançamento para algum momento de 2020, sendo um exclusivo de Playstation 4. Em parceria com a ASUS, você acompanha todos os detalhes da Brasil Game Show 2019 em nossas redes sociais, onde estamos transmitindo tudo sobre o mais evento de game da América Latina em nossos canais do YouTube e Facebook.

- Continua após a publicidade -

  • Redator: Pedro Henrique

    Pedro Henrique

    Formado em Informática e tecnólogo em Jogos Digitais, amante de games (principalmente os de corrida), curte uns hardwares e assim como Pink e o Cérebro, buscando o plano para dominar o mundo.

Pra você, quem merece o GOTY?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.