Créditos: pocket-lint

Intel envia documentos para suporte do USB 4 ao kernel do Linux

Novo padrão deverá ter velocidades de transferência de até 40Gbps, no nível do Thunderbolt 3
Por Carlos Felipe Estrella 03/10/2019 17:15 | atualizado 03/10/2019 21:17 Comentários Reportar erro

A Intel enviou recentemente a documentação necessária para permitir o suporte do padrão de conexão USB 4.0 no Kernel do sistema operacional Linux. Essa atitude dos engenheiros da equipe focada em projetos de código aberto da Intel indica que a nova geração de conectores está cada vez mais perto de seu lançamento oficial no mercado.

De acordo com o site TechPowerUp, a expectativa é de que a próxima série de conectores Universal Serial Bus (USB) terá velocidades de transferência de até 40Gbps, chegando no nível do que oferece atualmente o padrão Thunderbolt 3.

Além disso, espera-se que o USB 4.0 também trará suporte às interfaces PCIe e DisplayPort em cabos e conectores que usem o formato USB Tipo-C. Para garantir que tudo isso funcione bem já no lançamento e que a transição para a próxima geração se dê de maneira suave é que a Intel está lançando essas documentações e preparando drivers de suporte.

Ainda segundo a publicação, como o USB 4.0 é em parte baseado no Thunderbolt 3, o trabalho dos engenheiros ficou um tanto quanto facilitado. Isso porque uma boa parte do código dos drivers para Thunderbolt poderão ser reutilizados, diminuindo o tempo que os desenvolvedores do kernel terão que ocupar lidando com isso.

Até o momento, 22 patches foram submetidos e somam um total de 4.000 linhas de novos códigos. O driver já está na fase de solicitação de pull, o que significa que ele aparecerá logo na área mainstream do sistema — provavelmente no lançamento do kernel 5.5. Para isso, porém, antes é necessário que recursos como gerenciamento de energia estejam funcionando corretamente.

Via: TechPowerUp
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.