Créditos: Techcrunch

Novo computador quântico de 53-qubits da IBM será o mais poderoso até agora

O sistema estará disponível online para clientes de computação quântica a partir de outubro
Por Saori Almeida 18/09/2019 16:17 | atualizado 18/09/2019 16:19 Comentários Reportar erro

A IBM está trabalhando para apresentar seu novo computador quântico em breve e ao que tudo indica ele será o mais poderoso no mercado até agora. A nova máquina de 53 qubits (quantum bits) será parte do novo Centro de Computação Quântica da empresa em Nova York e o sistema estará disponível online para os clientes de computação quântica a partir do mês que vem.

O computador quântico 53-qubits chegará com componentes eletrônicos mais compactos a fim de melhorar o dimensionamento e reduzir a taxa de erros. A IBM diz que o novo sistema traz uma série de novas técnicas que irão permitir o lançamento de sistemas maiores e mais confiáveis para implementação em nuvem. Ele também teria sido projetado para "capturar mais aspectos da computação quântica do que apenas qubits".

Para medir o desempenho quântico do computador, a IBM está usando um conceito chamado volume quântico. Como exemplo, as cinco máquinas 20-qubits existentes até o momento tem um volume quântico no valor 16, o 53-qubits ainda não foi testado.

"O novo sistema quântico é importante porque oferece uma estrutura maior e oferece aos usuários a capacidade de executar experimentos de emaranhamento e conectividade ainda mais complexos." - Dario Gil, diretor da IBM Research.

- Continua após a publicidade -

Para entender um pouco melhor essa tecnologia, os computadores quânticos dependem dos qubits para armazenar e processar os dados. Eles podem realizar o armazenamento combinando os dígitos 0 e 1 - diferente dos bits tradicionais - através de um conceito chamado superposição. Outro fator é o emaranhamento mencionado acima, que vincula os estados de dois qubits mesmo que estes estejam separados. De acordo com a IBM, um computador quântico de 53 qubits vem da estrutura hexagonal dessas unidades, que tem vantagem quando se trata de diminuir interações indesejadas.

O novo Centro de Computação Quântica da empresa é basicamente um grande data center para as suas máquinas quânticas. Além do computador 53-qubits, ele contará com 14 PCs de 20 qubits até outubro. E a IBM promete uma disponibilidade de serviço de 95% para essas máquinas. 

O programa quântico da IBM inclui 80 parcerias até o momento, entre clientes comerciais, instituições acadêmicas e laboratórios de pesquisa. Alguns já estão usando as máquinas, mas é bom lembrar que a computação quântica ainda se encontra no campo experimental e não está preparada para resolver questões muito complexas. A empresa está concorrendo com outras como Google, Microsoft, Honeywell, Intel e NTT para criar computadores quânticos úteis no futuro.

Via: Techcrunch, Cnet
Tags
ibm
  • Redator: Saori Almeida

    Saori Almeida

    Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.