Créditos: Tesla Studios

Traje de realidade virtual Teslasuit promete simular sensações táteis em jogos

Os estímulos são causados por pulsos elétricos que criam noções de pressão e temperatura

Uma das principais funções da ficção é nos fazer imaginar como seria o mundo em diferentes condições adversas ou mesmo em um futuro não tão distante, com grandes saltos tecnológicos que ajudam a reformular a maneira que as pessoas se conectam à outros indivíduos e coisas. 

Em alguns casos, a imaginação fica tão distante que acaba se tornando apenas um sonho, como carros voadores, mas em certos casos a humanidade consegue surpreender trazendo dispositivos bastante promissores para nosso cotidiano. Uma coisa que a Tesla Studios parece fazer bem. Apesar do nome, a empresa de tecnologia londrina não tem ligação com a companhia de veículos do Elon Musk, mas suas soluções prometem ser tão interessantes quanto os carros autônomos - claro que cada um em sua área e proporção. 

Na última semana, a Tesla Studios apresentou o Teslasuit, um traje de realidade virtual que combina a imersão dos óculos especiais com recursos que estimulam sensações táteis na pele para aumentar ainda mais a percepção do usuário em um mundo não-físico.

A roupa promete ser compatível com diversos dispositivos incluído consoles como Xbox One e Playstation 4 (e provavelmente seus sucessores), diversos óculos de realidade virtual e até mesmo smartphones e tablets. Mas a melhor parte disso é que sua conexão não vai requerer nenhum fio aparente ou conectado ao dispositivo, o que significa que o traje não terá cabos e vai permitir uma mobilidade muito grande. 

- Continua após a publicidade -

Basicamente o Teslasuit é composto por diversos componentes separados para cada região do corpo, onde vão atuar de maneira diferente para estimular os músculos do usuário. Com isso, sensações táteis como toques, batidas e qualquer tipo de pressão que for feita durante a simulação virtual, poderão ser sentidas. Além delas, o traje também promete figurar sensações térmicas como frio calor e até mesmo vento e água - similar a alguns cinemas 4D que tentam trazer um pouco dessa experiência em um ambiente fechado. Os desenvolvedores explicaram que o resultado foi alcançado graças aos pulsos elétricos aplicados de formas diferentes em cada área do corpo. 

Site Oficial do Teslasuit

O mais interessante da Teslasuit é que sua aplicação não se limita apenas aos jogos, que vão poder aproveitar muitas das suas utilidades para criar imersões e experiências virtuais bem mais realistas. Com suas diferentes funcionalidades de replicar sensações de ambientes, o uso do traje para profissionais também será bastante atrativo. No trailer de divulgação podemos ver como o Teslasuit  pode ser usado em treinamento de bombeiros, atletas e até mesmo para substituir algumas técnicas de capturas de movimento. 

Com o software que acompanha o traje, são gerados diversos dados que também podem ajudar na coleta de informações para situações mais específicas - abrindo mais possibilidades ainda para seu uso.

- Continua após a publicidade -

Apesar das muitas comparações com o traje visto no filme Jogador Nº 1, que aborda a temática da realidade virtual em games, o Teslasuit está sendo produzido há alguns anos e teve sua primeira versão criada em 2013 e, desde então, vem sendo melhorada conforme os avanços tecnológicos. 

A Tesla Studios acredita que o traje será finalizado e estará disponível até 2020, mas ainda não tem previsão de lançamento. Entretanto, para quem se interessou pelo produto, em seu site já podem ser lidas diversas das funcionalidade que o Teslasuit vai ter, explicando de forma detalhada como funciona cada uma das suas “peças”. Para acessá-lo, clique aqui

Via: Mundo Conectado Fonte: Tesla Studios
Assuntos
  • Redator: Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro virou jornalista pelo amor aos games e o desejo de escrever seus próprios roteiros para jogos com nota máxima no Metacritic. Apesar de ter atuado como designer e desenvolvedor de jogos durante dois anos, a paixão pela redação o trouxe para "os bastidores", onde está adquirindo experiência e aprendizado nos mais diversos segmentos da tecnologia. E é dessa forma que pretende se tornar especialista na área e descobrir o que fazer quando os robôs começarem a dominar o mundo.

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.