Celular é o eletrônico mais importante na vida dos brasileiros

Um levantamento realizado pela empresa de pesquisa de mercado GfK mostra que o aparelho eletrônico considerado mais importante pelos brasileiros é o celular. Em uma escala que vai de 1 a 10 (do nada ao muito importante), os brasileiros classificaram o aparelho com uma nota média de 8,67.

Entre os dispositivos abordados na pesquisa, o celular também é campeão em presença: 87% dos participantes afirmaram possuir pelo menos um. Em segundo lugar, aparecem os aparelhos de DVD, com 80%, seguido da câmera digital, com 49%.



O estudo ainda mostra que os jovens representam a maior porcentagem dos usuÁrios de celular, um índice de 90% entre os entrevistados de 18 a 24 anos e 95% na faixa entre 25 aos 34 anos. Esse número cai para 73% entre os participantes com mais de 56 anos. "Para os jovens é sempre mais importante estar em contato", explica Antonio Perrella, diretor de atendimento a clientes e novos negócios da GfK.

Intenção de compra
A GfK também sondou a intenção dos brasileiros em adquirir eletrônicos. Dos aparelhos que não possuem, a maioria dos entrevistados, com um índice de 21%, afirma que pretende comprar, ainda este ano, uma televisão de LCD ou Plasma. Em segundo lugar na lista de desejos dos brasileiros vêm as câmeras digitais e os home theaters, com apenas 7% cada um.



A pesquisa, realizada em maio deste ano, ouviu 1.000 pessoas com 18 anos ou mais em 12 cidades das regiões metropolitanas brasileiras: Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.