Créditos: YouTube/Reprodução

Após saída do Twitch, Ninja já possui mais de 500 mil seguidores no Mixer

Streamer possui acordo de exclusividade milionário com a plataforma da Microsoft

A estratégia da Microsoft de contratar o popular streamer Ninja para trazer mais pessoas ao Mixer aparentemente está dando certo. A parceria de exclusividade foi anunciada na sexta-feira, 2, e desde então o canal do influenciador na plataforma de streaming já possui 500 mil assinantes.

De acordo com um tweet do streamer, a marca foi alcançada já na semana passada, logo após o anúncio da parceria com a Microsoft. No momento desta notícia, o influenciador já possuía mais de 720 mil inscritos na plataforma de streaming de games da Microsoft, com 4 milhões de visualizações em seu canal.

Ainda assim, o número é pequeno se compararmos com a audiência presente no Twitch: no serviço de streaming da Amazon, o perfil de Ninja possui quase 15 milhões de seguidores. Após a parceria, porém, a página foi desabilitada e exibe uma mensagem dizendo que o streamer "está em outro castelo".

Estratégia de longo prazo

A parceria de exclusividade de Ninja com a plataforma da Microsoft pegou muita gente de surpresa, mas aparentemente rendeu bastante para o influenciador, que se chama Tyler Blevins. Segundo informações de um repórter do The Verge, o jogador de Fortnite teria recebido cerca de US$ 50 milhões para abrir mão dos outros serviços de streaming e se dedicar ao Mixer. 

O objetivo da Microsoft com o investimento seria tornar o Mixer tão popular quanto seus concorrentes para dar mais força para as marcas Xbox e xCloud, o serviço de streaming de jogos que a empresa deve lançar ainda este ano, com novidades sendo apresentadas durante a Gamescom.

- Continua após a publicidade -

Apesar dos valores não terem sido confirmados, Ninja justificou sua ida ao Mixer dizendo que começou sua carreira de streamer jogando Halo e a parceria com a Microsoft significa um retorno às suas raízes. Em sua transmissão de estreia, o influenciador jogou Fortnite ao vivo e conseguiu um pico de 80 mil visualizações simultâneas.

Via: Eurogamer
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.